Cobertura da ONU News sobre a Covid-19
O surto foi notificado, primeiramente, em Wuhan, na China, em 31 de dezembro de 2019.

Esta seção traz informações e diretrizes sobre a Organização Mundial da Saúde e as Nações Unidas a respeito da nova cepa do coronavírus (2019-nCoV), registrada em Wuhan, em dezembro.  Acesse aqui para atualizações diárias. A OMS está atuando de perto com especialistas, governos e parceiros para levar conhecimento científico e informações ao maior número de pessoas. A agência também quer rastrear a disseminação e a virulência da Covid-19 para fornecer aconselhamento aos países e indivíduos sobre as medidas a tomar na proteção da saúde e na prevenção do vírus.

Metade dos alunos fora da escola não tem computador em casa
BR

Situação é vivida por 826 milhões de estudantes paralisados devido à covid-19;  Unesco incentiva uso de rádio, televisão e criatividade; suspensão de aulas “sem precedentes” afeta mais de 1,5 bilhão de estudantes e 63 milhões de professores primários e secundários.

Mais de 14 mil moçambicanos retornaram da África do Sul desde início da pandemia 
BR

Regresso de trabalhadores representa risco de novas infeções; agência da ONU ajuda a evitar crescimento do surto, identificando migrantes, confirmando se apresentam sintomas e informando sobre prevenção; até terça-feira, país havia notificado 35 casos de covid-19.

Resolução da Assembleia Geral quer acesso global a material de combate à covid-19
BR

Documento ressalta igualdade no acesso a testes, suprimentos, medicamentos e futuras vacinas; órgão defende ação dos países para evitar atos de especulação e estocagem indevida de materiais e equipamentos.

Pandemia pode duplicar número de pessoas que enfrentam crises alimentares
BR

Relatório mostra que 265 milhões podem enfrentar insegurança alimentar esse ano, comparando com 135 milhões em 2019; pesquisa destaca lista de 35 maiores crises, entre eles Angola e Moçambique; América Latina e Caribe entre regiões mais afetadas; Conselho de Segurança discute conclusões.