Perspectiva Global Reportagens Humanas

Filtrar por conteúdo:

Entrevistas e destaques

UN News

Bela Gil propõe democratização da alimentação saudável e apoio à agroecologia

Na estreia da nova temporada do Podcast ONU News, a chefe de cozinha Bela Gil discute a importância de democratizar a alimentação saudável, destacando cinco passos essenciais: acesso ao conhecimento, alimentos, recursos financeiros, ferramentas e tempo para cozinhar. Ela também enfatiza a necessidade de políticas públicas para apoiar a agroecologia e a reforma agrária.

ONU/Manuel Elias

Ministra dos Negócios Estrangeiros de Moçambique comenta eleições, conflitos e desafios

Moçambique está a quatro meses da votação que neste ano deverá eleger o novo presidente da República e centenas de membros do Parlamento e das Assembleias Provinciais. Nesta entrevista para a ONU News, em Nova Iorque, a ministra dos Negócios Estrangeiros, Verónica Macamo, que as condições para realizar os pleitos estão todas criadas no país, incluindo em áreas do extremo norte com populações em movimento pela violência esporádica de grupos terroristas. Ela também fala ainda da importância de se promover diálogo para resolução de conflitos e os desafios de estabilização do continente africano.

Aiea

OMS explica desafios e avanços na vacina contra a dengue

Diretor do Departamento de Regulamentação e Pré-Qualificação da Organização Mundial da Saúde, Rogério Gaspar, explica a importância do processo de pré-qualificação de vacinas contra a dengue; ele destaca desafios tecnológicos, falta de investimentos e a necessidade de estudos de efetividade para ampliar público-alvo, enfatizando esforços contínuos para melhorar o acesso global a vacinas. 

 

Áudio
6'20"
Antonio Cruz/Agência Brasil

Estratégias nacionais e internacionais para manter florestas em pé no Brasil

A preservação, restauração e valorização das florestas estão no centro dos debates realizados esta semana no Fórum de Florestas das Nações Unidas, em Nova Iorque. A ONU alerta que estes ecossistemas, que cobrem cerca de um terço das terras do planeta, estão sob constante ameaça e defende políticas nacionais e internacionais para mantê-los de pé. Durante o evento, o Brasil reforçou a proposta “Florestas Tropicais para Sempre”, que havia sido apresentada na 28ª Cúpula do Clima, COP28. O diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro, Garo Batmanian, conversou com a ONU News sobre o apoio que a iniciativa tem recebido de outros países desde então. O objetivo da iniciativa é criar um fundo financeiro “previsível e de longo prazo” para remunerar países que “fizeram o dever de casa” na redução do desmatamento, para que consigam continuar investindo na manutenção da floresta. O representante do Brasil afirmou que o plano é lançar o fundo na COP30. Ele comentou também os dados mais recentes a respeito do combate ao desmatamento a nível nacional. Confira a entrevista completa com Felipe de Carvalho. 
 

ONU/Rodolpho Valente

Brasil defende políticas populacionais "integradas e transversais"

Durante a 57ª Comissão sobre População e Desenvolvimento da ONU, o Brasil afirmou estar em busca de um “retrato mais acurado possível” da população brasileira, para que as políticas públicas sejam “integradas e transversais”. As declarações foram feitas pela Diretora do Departamento de Direitos Humanos e Temas Sociais do Ministério das Relações Exteriores, Claudia Barbosa. Ela afirmou que o país está retomando a política de desagregar dados para estabelecer políticas públicas direcionadas, capazes de atender necessidades específicas, como por exemplo as das mulheres negras. A representante do Brasil defendeu políticas públicas que sejam baseadas em informações detalhadas e não em “modelos teóricos que não vão ter efetividade nenhuma”. A reunião global, realizada na sede da ONU em Nova Iorque entre 29 de abril e 3 de maio, avaliou o estado de implementação do Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento, 30 anos depois da histórica conferência do Cairo.

Saeed Rashid

Tratado internacional para combater a poluição plástica

A negociação por um tratado internacional para combater a poluição plástica ganhou um novo impulso na rodada realizada em Ottawa, no Canadá, no final de abril. O tema é de grande interesse dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento, Sids, que sofrem “de todas as formas possíveis e imagináveis” com a poluição plástica, especialmente no meio marinho. Ao retornar de Ottawa, o ponto focal de Cabo Verde nas negociações e diretor do Departamento de Mudanças Climáticas do Ministério da Agricultura e Meio Ambiente, Florisvindo Furtado, conversou com a ONU News sobre os impactos sofridos no país-ilha. Ele relatou que a poluição transfronteiriça tem um impacto desproporcional nos Sids, no entanto, ressaltou que esta condição de maior vulnerabilidade não está sendo devidamente reconhecida. Segundo Furtado, os países insulares defendem que o texto do acordo vinculante deve abordar todo o ciclo de vida dos plásticos, incluindo sua origem e os químicos que são adicionados no processo produtivo. No entanto, ele ressaltou que essa proposta gera “resistência de vários países produtores de petróleo” e “continua a ser tão polêmica que chegou a atrasar algumas decisões” da negociação.

Unsplash/Markus Spiske

Caso Assange: relatora em direitos humanos analisa processo de extradição e riscos à liberdade de expressão

Audiência de Julian Assange, fundador do WikiLeaks, está agendada para ocorrer no Tribunal Superior em Londres nos dias 20 e 21 de fevereiro; perita independente em direitos humanos da ONU expressa preocupação com possibilidade da decisão envolver violações de direitos e influencia no jornalismo global.

Áudio
1'27"