Top News

Mundo ainda tem 635 milhões de estudantes afetados por escolas fechadas devido à Covid-19
BR

Unicef faz alerta para marcar Dia Internacional da Educação, afirmando que grau do impacto para as crianças chega a ser “imensurável”; agência menciona levantamento feito em estados do Brasil, onde até 10% dos alunos revelam que não retornarão às salas de aula. 

Sugestão de Editores

Reportagens

Escola em Phnom Penh, Camboja.
Foto: © UNICEF/Seng
Escola em Phnom Penh, Camboja.

Vacinar crianças pode ajudar a diminuir a transmissão, diz representante da OMS
BR

SaúdeEm países com baixa cobertura vacinal, a prioridade não deve ser os menores de idade; pediatra e diretora-geral-adjunta para Medicamentos e Vacinação da agência da ONU destaca que na maioria dos casos, crianças entre 5 a 11 anos infectadas pelo coronavírus desenvolvem casos leves da doença.    

Galeria de Fotos

Exposição fotográfica “Em suas mãos: Mulheres tomando posse da paz” no Brooklyn Bridge Park, em Nova Iorque
ONU/Gaelle Sundelin

Em suas mãos: Mulheres tomando posse da paz

A exposição mostra o perfil de 14 mulheres que participaram em negociações de paz e defenderam os direitos e a participação feminina. A ONU fez parceria com fotógrafas locais, que documentam histórias de mulheres que lutam para construir paz em suas comunidades. A exposição ficará disponível até 1º de dezembro no Brooklyn Bridge Park. Em seguida, ela viajará para várias missões de paz da ONU na África antes de retornar a Nova Iorque para o Dia Internacional da Mulher em 8 de março de 2022.

Mais notícias

Mulheres receberão cursos sobre o aproveitamento integral dos ingredientes e nutrição
Foto: Acnur/Kim Nelson

Um terço da população mundial não possui meios seguros e sustentáveis para cozinhar
BR

Saúde Estudo da OMS associa poluição caseira com diversas doenças; índice mostra melhora lenta nas últimas duas décadas, puxado por países como Brasil e Índia; meta de acabar com o uso de fontes poluentes até 2030 requer ação rápida.

Michelle Bachelet explicou que os fundos serão aplicados em atividades que apoiam a visão do secretário-geral
Foto: ONU/ Laura Jarriel

ONU requer US$ 400,5 milhões para atuar na “agenda de direitos” em 2022
BR

Direitos humanos Alto Comissariado para os Direitos Humanos quer cumprir prioridades da Nossa Agenda Comum; ação para o novo ano inclui garantir princípios fundamentais na resposta e recuperação da Covid-19 e defender igualdade de acesso às vacinas.