Top News

Trolls e ONU se unem por alimentação saudável e sustentabilidade
BR

Personagens infantis levam mensagem sobre a ODS número 2, que busca acabar com a fome; campanha também busca incentivar crianças e pais de todo o mundo a se alimentarem de forma adequada e evitarem o desperdício de alimentos; um terço de toda a comida produzia no mundo é perdida ou desperdiçada.

Sugestão de Editores

Reportagens

Na sede da ONU em Nova Iorque, o dia será marcado com uma exposição com 500 fotos
Foto ONU/Eskinder Debebe
Na sede da ONU em Nova Iorque, o dia será marcado com uma exposição com 500 fotos

ONU reabre suas portas para visitantes pela primeira vez desde a pandemia
BR

Assuntos da ONUSede da organização, em Nova Iorque, recebia mais de 1 milhão de pessoas por ano antes do fechamento por causa do novo coronavírus; interessados deverão reservar na página da organização, terem completado a vacina contra a Covid-19 e usar máscara durante todo o percurso; visitas guiadas foram 250 mil no ano.

Galeria de Fotos

Exposição fotográfica “Em suas mãos: Mulheres tomando posse da paz” no Brooklyn Bridge Park, em Nova Iorque
ONU/Gaelle Sundelin

Em suas mãos: Mulheres tomando posse da paz

A exposição mostra o perfil de 14 mulheres que participaram em negociações de paz e defenderam os direitos e a participação feminina. A ONU fez parceria com fotógrafas locais, que documentam histórias de mulheres que lutam para construir paz em suas comunidades. A exposição ficará disponível até 1º de dezembro no Brooklyn Bridge Park. Em seguida, ela viajará para várias missões de paz da ONU na África antes de retornar a Nova Iorque para o Dia Internacional da Mulher em 8 de março de 2022.

Mais notícias

Derivados do leite também fazem parte do índice da FAO
Foto: FAO/Alessia Pierdomenico

Forte procura internacional por trigo e por leite gera alta no preço dos alimentos
BR

Desenvolvimento econômico O barômetro mensal divulgado pela FAO mostra que índice em novembro alcançou 134,4 pontos, o maior nível desde junho de 2011; valor da carne teve queda de 0,9%, influenciado por redução nas compras da carne de porco pela China.  

O único lusófono com um Plano de Resposta Humanitária a ser coberto pela ONU é Moçambique
Acnur Moçambique

ONU: 274 milhões de pessoas precisarão de ajuda de emergência em 2022
BR

Ajuda humanitária Escritório para Assistência Humanitária vai precisar de US$ 41 bilhões para alívio e proteção de 183 milhões de pessoas; Moçambique é único lusófono coberto na resposta a 63 países; Afeganistão, Síria e Iêmen têm as maiores crises.