Top News

“Guerra contra o povo sírio continua inabalável”, afirma presidente de comissão
BR

Especialista disse à Assembleia Geral que país não é seguro e não recomenda o retorno de refugiados; brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro afirma que organizações terroristas não estão mais respeitando o cessar-fogo; mais de 40 mil crianças estão em campos de refugiados

Sugestão de Editores

Reportagens

Crianças menores de cinco anos entre as mais afetadas pela desnutrição no Madagáscar.
Foto: © WFP/Tsiory Andriantsoarana
Crianças menores de cinco anos entre as mais afetadas pela desnutrição no Madagáscar.

Madagascar: seca severa poderá causar a primeira situação de fome por mudança climática
BR

Clima e Meio AmbienteMais de 1 milhão de pessoas no sul do país africano estão com dificuldades para ter o suficiente para comer; Programa Mundial de Alimentos destaca que famílias de áreas rurais estão tomando medidas desesperadas para sobreviver, comendo gafanhotos e folhas de cacto. 

Galeria de Fotos

Ola al-Aghbary é a fundadora da Fundação para o Desenvolvimento da Juventude Sheba, que se concentra no empoderamento de jovens e mulheres no Iêmen
Hana Haza'a

Em suas mãos: Mulheres tomando posse da paz

As mulheres são construtoras da paz, tomadoras de decisão, mantenedoras da paz, líderes comunitárias, promotoras de mudanças e ativistas. Mas, como a diretora executiva em exercício da ONU Mulheres Pramila Patten apontou, em seu discurso de abertura no festival de fotografia da cidade de Nova York Photoville no Brooklyn Bridge Park em Nova York no sábado, 18 de setembro: “Muitas vezes, a narrativa de mulheres na guerra e o conflito é o da vitimização. No entanto, sabemos que há inúmeras histórias de mulheres em todo o mundo que estão trabalhando ativamente para prevenir conflitos, se recuperar de crises e construir a paz - às vezes colocando suas próprias vidas em risco ”. A exposição fotográfica “Em suas mãos: Mulheres tomando posse da paz”, que o Departamento de Operações de Paz das Nações Unidas (DPO), em colaboração com o Departamento de Assuntos Políticos e de Construção da Paz (DPPA), ONU Mulheres e em parceria com Photoville, traz esse outro lado da história.

A exposição mostra o perfil de 14 mulheres de todo o mundo que mediaram com grupos armados, participaram de negociações de paz, desenvolveram soluções políticas, defenderam os direitos e a participação das mulheres, criaram coesão social ou promoveram transições pacíficas. Suas histórias vêm da República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Mali, Sudão do Sul, Sudão, Líbano, Iêmen e Colômbia.

A ONU fez parceria com fotógrafas locais, que não só documentam as histórias de mulheres que lutam para construir a paz em suas comunidades, mas também compartilham dessas mesmas lutas.

A exposição ficará disponível até 1º de dezembro de 2021 no Brooklyn Bridge Park. Também será exibida na Sede da ONU a tempo de um debate do Conselho de Segurança sobre Mulheres, Paz e Segurança no final de outubro; e em dezembro em Seul, República da Coréia, na Reunião Ministerial de Manutenção da Paz, uma conferência destinada a angariar apoio político para operações de manutenção da paz da comunidade internacional, identificar novos compromissos dos países para fortalecer as operações de manutenção da paz e avaliar a implementação de tais compromissos. Em seguida, ela viajará para várias missões de paz da ONU na África antes de retornar ao Brooklyn ao lado da estátua de Ruth Bader Ginsburg em City Point, no centro de Brooklyn, para o Dia Internacional da Mulher em 8 de março de 2022.
 

Mais notícias

Vacinas de Covid-19 são preparadas nas Filipinas.
Foto: ADB/Eric Sales

Até 180 mil profissionais de saúde podem ter morrido de Covid-19
BR

Saúde Projeção da Organização Mundial da Saúde aponta que número mais baixo pode ter sido 80 mil médicos e enfermeiros vítimas da pandemia entre janeiro de 2020 e maio deste ano; entidade faz um apelo urgente por ação concreta para proteger esses profissionais.  

Evento contou com a participação da Orquestra Filarmônica Goyang e a banda K-pop aespa
SBS Medianet

K-pop é destaque em evento que celebra Dia das Nações Unidas
BR

Cultura e educação Promovido pela Coreia do Sul, evento contou também com a participação da Orquestra Filarmônica Goyang; país ainda comemorou os 30 anos de adesão à ONU; secretário-geral pediu mais solidariedade e esforços para uma recuperação equitativa do mundo.