Ajuda humanitária

“Brilhando para o mundo” é lema do dia para refletir sobre pessoas com albinismo

Relatora especial pede reflexão sobre as vítimas de ataques porque vivem com essa condição; grupo feminino  escala maior monte africano desafiando mitos sobre o albinismo.

Destaque ONU News - 11 de junho de 2018

Neste #DestaqueONUNews, conheça as declarações de António Guterres sobre a cimeira entre Estados Unidos e Coreia do Norte. Em todo o mundo, um número recorde de pessoas precisou de ajuda humanitária em 2017. A Agência da ONU para Refugiados pede o desembarque imediato de centenas de migrantes retidos entre Itália e Malta. No final do programa, fique a saber como foi marcado nas Nações Unidas o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

Número recorde de pessoas precisou de ajuda humanitária em 2017

Relatório anual do Escritório da ONU para Assistência Humanitária, Ocha, é lançado esta segunda-feira; agência das Nações Unidas ajudou a evitar a fome de 20 milhões de pessoas; Angola recebeu US$ 10,6 milhões do Fundo Central da ONU de Resposta de Emergência, Cerf, e Moçambique US$ 2 milhões.

Enchentes na Somália deixam mais de 230 mil desabrigados
BR

Metade são crianças, segundo o Unicef; após quatro temporadas consecutivas de chuvas fracas, país tem recorde de tempestades, e alagamentos contribuem para a transmissão de doenças.

Chefe de ajuda humanitária diz que 2 milhões precisam de ajuda urgente na Síria
BR

Em reunião no Conselho de Segurança, Mark Lowcock, contou que apenas seis comboios de agência conseguiram entrar nos arredores de Damasco desde janeiro alcançando menos de 20% das pessoas que precisavam atender.

Crise na República Centro-Africana é de “partir o coração”
BR

Declaração é da coordenadora humanitária da ONU no país; Najat Rochdi explica que índice de mortalidade infantil é de 18% e uma entre quatro pessoas está deslocada.

Embaixadores destacam progressos na Guiné-Bissau

Conselho de Segurança discutiu situação política e institucional no país; eleições legislativas estão marcadas para 18 de novembro.

Enviado para a Síria alerta para “escalada preocupante” do conflito

Conselho de Segurança discutiu situação no país; ataques a centros de saúde já causaram mais mortes nos primeiros meses deste ano do que em todo 2017.

Fim de conflitos violentos baixaria para metade gastos com ajuda alimentar

Relatório do Programa Mundial de Alimentos, PMA, estuda causas de crises alimentares; melhor prevenção pouparia US$ 3 bilhões todos os anos; Moçambique e Guiné-Bissau são países lusófonos que mais receberam esta ajuda entre 2009 e 2016. 

Cheias no Quénia já causaram a morte de pelo menos 132 pessoas

Chuvas fortes em três países africanos já causaram mais de 700 mil deslocados; Escritório da ONU para Coordenação de Assistência Humanitária, Ocha, ajuda na resposta humanitária.