Ajuda humanitária

Agência da ONU para migração busca US$ 194 milhões para ajudar sírios
BR

Conflito está prestes a completar sete anos; dinheiro será utilizado para ajudar civis que estão no país e também os refugiados; chefes de agências da ONU fazem apelo conjunto em prol da população da Síria.

OMS e parceiros tentam evitar falha do sistema de saúde em Gaza
BR

Organização Mundial da Saúde pede US$ 11,2 milhões para ações prioritárias para 1,27 milhão de pessoas por três meses; caso verba não seja assegurada, 1715 pacientes podem correr risco de morte incluindo 113 recém-nascidos.

Unicef revela que ciclones e violência ameaçam 720 mil crianças rohingya

Fundo diz que é fundamental ter acesso imediato e sem restrições a todas as crianças; escolas e hospitais correm risco de fechar por causa da época de enchentes e ciclones.

Mais de 4,5 mil pessoas continuam em centros de acolhimento em Tonga

Ciclone Gita deixou marcas de destruição no território; coordenadora de resposta humanitária da ONU visita área para avaliar estragos.

Luís Figo e Ronaldinho Gaúcho serão capitães do Jogo da Solidariedade
BR

Ingressos para a partida, marcada para 21 de abril, já estão à venda; jogo será na Suíça, promovendo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; verba será revertida para a Fundação para Crianças da Liga dos Campeões da Europa.  

Unicef afirma que janeiro foi mês sombrio para crianças do Oriente Médio
BR

Enquanto fugiam de zonas de conflito, menores foram assassinados ou mortos em ataques e alguns morreram de frio extremo; agência da ONU destaca que esta situação é "simplesmente inaceitável".

Unrwa busca financiamento para ações na Síria, Gaza e Cisjordânia
BR

Apoio humanitário à Somália vai custar US$ 1,5 mil milhão em 2018

Destaque ONU News - 31 de janeiro de 2018

#DestaqueONUNews desta quarta-feira é apresentado por Leda Letra, e começa com uma notícia sobre um estudo da Agência Internacional para Pesquisa sobre o Câncer, a Iarc.

Elogiado como “modelo”, Uganda recebe mais de 500 refugiados por dia
BR

Mais de 1,4 milhão de pessoas recebem abrigo no país africano com a maior população refugiada de África; proteção, trabalho e acesso a serviços básicos estão entre benefícios dados aos que buscam abrigo.