Voos da ONU sofrem bloqueio para entrar e sair da Líbia
BR

12 fevereiro 2020

Proibição é feita pelas autoproclamadas Forças do Exército Nacional Líbio, LNA; organização alerta que medida dificulta esforços humanitários e de mediação em curso no país do norte da África.

As Nações Unidas emitiram uma nota lamentando que voos regulares transportando funcionários da organização não tenham a permissão das autoproclamadas Forças do Exército Nacional Líbio, LNA, para entrar ou sair da Líbia.

Esta quarta-feira, a Missão da ONU no país, Unsmil, destaca que essa medida ocorreu repetidas vezes nas últimas semanas.

O enviado especial das Nações Unidas no país, Ghassan Salame, participa na mediação do processo que reúne as partes em conflito.  Foto ONU/Mark Garten

Diálogo

A grande preocupação da ONU é que o impedimento de voos “afete de modo significativo os esforços humanitários e de bons ofícios do pessoal da organização” que atua para o avanço do diálogo intra-Líbio. Outra preocupação é com o fornecimento da assistência humanitária aos civis afetados pelo conflito que vivem em situação de maior fragilidade.

As ações do LNA foram intensificadas em abril passado quando as forças lideradas pelo general Khalifa al-Haftar lançaram uma ofensiva para tomar a capital Trípoli do Governo do Acordo Nacional, reconhecido pela comunidade internacional.

Unsmil/Abel Kavanagh
Mulher em Trípoli, na Líbia

Negociações

O enviado especial das Nações Unidas no país, Ghassan Salame, participa na mediação do processo que reúne as partes em conflito em negociações na cidade suíça de Genebra. Na sede da ONU, em Nova Iorque, o Conselho de Segurança  discute a questão da Líbia, nesta quarta-feira. 

Em janeiro, os presidentes russo e turco Vladmir Putin e Recep Tayyip Erdogan apoiaram uma trégua entre o Governo do Acordo Nacional e o autodenominado Exército Nacional da Líbia.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Agência da ONU suspende operações em Trípoli por causa da insegurança 

Anúncio do Acnur, feito nesta quinta-feira, refere-se à instalação GDF, que serve de trânsito para refugiados, e fica perto de uma área onde estão sendo realizados treinamentos militares; no início deste mês, três morteiros caíram perto do complexo. 

ONU quer inquérito independente sobre ataques que mataram 53 na Líbia

Ofensivas ocorreram em julho de 2019; vítimas eram migrantes e refugiados; relatório examinou vídeos e outras provas e ouviu sobreviventes e testemunhas; 60% das 287 mortes registradas no ano passado foram causados por ataques aéreos