Terceira onda de Covid atingiu Mianmar como um tsunami, diz agência da ONU BR

Em Sittwe, Mianmar, famílias buscam pacotes de alimentos doados pelo PMA
Foto: CERF/OCHA
Em Sittwe, Mianmar, famílias buscam pacotes de alimentos doados pelo PMA

Terceira onda de Covid atingiu Mianmar como um tsunami, diz agência da ONU

Ajuda humanitária

Diretor do Programa Mundial de Alimentos, Stephen Anderson, conta que crise agravou situação da fome que pode dobrar até outubro afetando 6,2 milhões de pessoas; PMA alertou sobre escassez de fundos; 70% do financiamento para o próximo semestre ainda não foi preenchido. 

Mianmar atravessa uma terceira onda de contaminação com a Covid-19, que está afetando o país com a força de um tsunami.    

A descrição é do diretor do Programa Mundial de Alimentos em Mianmar, Stephen Anderson.   

Mulheres em Mianmars sofrem abusos e violência
Unfpa
Mulheres em Mianmars sofrem abusos e violência

Violência 

Ele lembra que a segunda onda no ano passado já havia causado destruição e agravado a crise humanitária na nação do sudeste asiático.   

A pandemia aumentou os níveis de fome e desemprego, elevou os preços dos combustíveis e dos alimentos, crise política, violência e o deslocamento em Mianmar.  


A situação humanitária piorou com o golpe militar no início deste ano.   

Em abril, o PMA havia alertado que o número de pessoas passando fome poderia dobrar para 6,2 milhões até outubro. 

Cidade de Yangon, em Mianmar, onde militares tomaram o poder
Unsplash/Kyle Petzer
Cidade de Yangon, em Mianmar, onde militares tomaram o poder

Dinheiro emprestado 

Stephen Anderson afirma que 90% das pessoas vivendo em favelas e comunidades ao redor de Yangon contaram ter que pedir dinheiro emprestado para comprar comida.    

Em maio, o PMA lançou uma operação para atender 2 milhões de birmaneses em Yangon e Mandalay, as duas maiores cidades do país.   

A maioria dos assistidos são mães, crianças, idosos e pessoas com deficiência.   

Desde fevereiro, mais de 220 mil birmaneses fugiram da violência aumentando o número de deslocados internos.    

PMA precisa urgente de dinheiro para operações em Mianmar
Ocha/Vincent Tremeau
PMA precisa urgente de dinheiro para operações em Mianmar

Orçamento   

A agência da ONU apoiou um total de 1,2 milhão de pessoas com alimentos, dinheiro e assistência alimentar este ano em áreas urbanas e rurais de Mianmar.   

Somente no estado de Rakhine, antes da intervenção militar, 1 milhão de deslocados internos já precisavam de ajuda.   

Mas o PMA alerta para uma crise financeira no orçamento da agência, que até agora não recebeu 70% dos fundos necessários para o próximo semestre. 

Confira em tempo real mais informações no Twitter