Unesco preocupada com mortes de guias em reserva de borboletas no México
BR

4 fevereiro 2020

Em 3 de fevereiro, um segundo profissional que trabalhava na Reserva da Biosfera da Borboleta-Monarca foi encontrado morto; ambos eram ativistas e atuavam na conservação da natureza; segundo agências de notícias, eles teriam denunciado a atividade de madeireiros dentro da reserva.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, expressou preocupação e consternação pelo desaparecimento de Raúl Hernández, guia da Reserva da Biosfera da Borboleta-Monarca, no México.

Sede da Unesco em Paris, França. 

Em nota, a agência informou que o corpo do ativista, que era comprometido com a conservação da natureza, foi encontrado com sinais de violência, no dia 3 de fevereiro no estado de Michoacán.

Mortes

A Unesco está pedindo que sejam esclarecidas as circunstâncias “extremamente perturbadoras” que marcaram a morte de Hernández. O caso ocorreu alguns dias após a morte ainda não resolvida de Homero Gómez González, também ativista e gerente da mesma reserva.

A agência da ONU expressou suas condolências e apoio às famílias das vítimas e reconheceu a coragem e o sacrifício demonstrados por Hernández e Gómez na luta pela conservação da Reserva da Biosfera da Borboleta-Monarca.

Segundo agências de notícias, os dois teriam denunciado a atividade de madeireiros dentro da reserva, que está inscrita na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco desde 2008.

Patrimônio

Para a Unesco, a proteção do patrimônio mundial natural é essencial na resposta à crise climática global e está se tornando cada vez mais difícil a cada dia, no México e em muitas outras regiões do mundo.

A agência reafirma o seu compromisso ao lado dos responsáveis pelas administrações dos locais de Patrimônio Mundial e de todos aqueles que trabalham em instituições e na sociedade civil que lutam para preservar a integridade do patrimônio natural em vista da preocupante degradação da biodiversidade global.

Reserva da Biosfera de Tehuacán-Cuicatlán
Para a Unesco, a proteção do patrimônio mundial natural é essencial na resposta à crise climática global e está se tornando cada vez mais difícil a cada dia, no México e em muitas outras regiões do mundo

Reserva

A Reserva da Biosfera da Borboleta-Monarca foi criada em 2006.

No local, localizado em uma região montanhosa a cerca de 100 km a noroeste da Cidade do México, vários milhões de borboletas-monarca da América do Norte se reúnem todo outono.  

Nessa época, as borboletas-monarca colorem a floresta de laranja quando suas asas batem e produzem um som remanescente da chuva leve. De acordo com a agência da ONU, a concentração dessas espécies é um fenômeno natural extraordinário, que é uma experiência excepcional a ser observada.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Unicef diz que 700 crianças migrantes estão isoladas no México, perto dos EUA

Crianças e famílias de migrantes aguardam resposta de solicitações de asilo na cidade de Matamoros, no nordeste mexicano; Unicef amplia acesso aos serviços de proteção, psicossociais, água e saneamento na área.

Unctad: comércio ilícito causa perdas de mais de US$ 2 trilhões à economia

Segundo Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, prejuízos equivalem a mais que toda a economia do Brasil, da Itália ou a do Canadá; cifra representa mais que economias do México e da Indonésia juntas; fórum sobre o tema começa em 3 de fevereiro.