Na Síria, 2022 começa com escalada da violência e morte de crianças
BR

5 janeiro 2022

Segundo Unicef, pelo menos dois menores foram mortos e cinco ficaram feridos no noroeste do país desde o primeiro dia do ano; estação de água instalado com apoio da agência da ONU foi atacada em Idlib, deixando mais de 240 mil pessoas sem o bem essencial. 

O ano de 2022 começou com várias crianças entre as vítimas de tragédias na Síria. O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, revelou que pelo menos dois menores foram mortos e outros cinco ficaram feridos desde 1º de janeiro com a escalada da violência no noroeste do país.  

A agência da ONU destaca que no ano passado, mais de 70% das violações graves contra crianças na Síria foram cometidas nessa região. E logo na primeira semana do ano, uma estação de água apoiada pelo Unicef foi atacada no vilarejo de Arshani, em Idlib, também no noroeste. 

11 anos de guerra  

No nordeste da Síria, mais de 60 mil civis deslocados vivem em um acampamento com péssimas condições.
Foto: © UNICEF/Delil Souleiman
No nordeste da Síria, mais de 60 mil civis deslocados vivem em um acampamento com péssimas condições.

Com o ataque, os serviços de abastecimento de água foram cortados, prejudicando mais de 241 mil pessoas, a maioria deslocados internos. O Unicef lembra que as crianças e os serviços básicos nunca podem ser alvo de ataques, destacando ainda que a guerra síria começou há 11 anos. 

Na semana passada, a agência da ONU havia alertado que os menores de idade continuam “pagando um preço alto” por vários conflitos que estão acontecendo no mundo, em países como Síria, Afeganistão, Iêmen, entre outros.  

O Unicef alertou ainda para o efeito do uso de explosivos de guerra. As explosões desses dispositivos foram responsáveis por 50% dos incidentes envolvendo crianças no ano de 2020, resultando em mais de 3,9 mil menores em vários países que ficaram feridos ou morreram. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud