Novo guia promove contribuição de florestas centrada em recursos hídricos
BR

27 agosto 2021

Publicação da FAO é lançada na Semana Mundial da Água; agência alerta que mudança climática e crescimento populacional pressionam ainda mais ecossistemas.

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, lançou a primeira publicação global que orienta a contribuição florestal centrada em recursos hídricos.

As matas protegem os solos e as áreas costeiras da erosão, bem como de inundações e avalanches. Juntos, estes recursos são conhecidos como serviços ecossistêmicos relacionados à água. 

As florestas são parte integrante do ciclo global da água
Unesco/Steven Ripley
As florestas são parte integrante do ciclo global da água

Proteção

O guia defende que haja prioridade no manejo florestal com foco em questões como gestão, monitoramento e avaliação das matas. A apresentação foi feita por ocasião da Semana Mundial da Água, que termina nesta sexta-feira.

De acordo com a agência, três quartos da água doce acessível do mundo vêm de bacias florestais. Mas somente 12% das matas do mundo estão especialmente reservadas para a proteção do solo e das águas.

A FAO realça que fechar lacunas em áreas como ciência, prática e política é essencial para melhorar o manejo florestal.

O uso da água para fins agrícolas, industriais, ambientais e domésticos está entre as maiores contribuições das bacias hidrográficas num momento em que grandes cidades globais dependem cada vez mais de bacias hidrográficas florestadas. 

Manejo florestal sustentável também é considerado um meio para construir economias e sociedades resilientes
FAO/Xiaofen Yuan
Manejo florestal sustentável também é considerado um meio para construir economias e sociedades resilientes

Risco 

A agência destaca que ainda que dois terços de suprimentos urbanos do recurso melhoraram de qualidade com ações de manejo florestal como proteção, restauração ou redução de combustível florestal para minimizar o risco de incêndios.

A vice-diretora-geral da FAO, Maria Helena Semedo, a segurança da água é um desafio global significativo, com repercussões em setores como agricultura, produção de energia, necessidades básicas e ecossistemas de apoio”.

Ela apontou os desafios da mudança climática e crescimento da população como fatores que estão aumentando a pressão sobre os ecossistemas. 

Incêndios florestais em município foram reduzidos após várias estratégias.
San Francisco Fire Department
Incêndios florestais em município foram reduzidos após várias estratégias.

Agenda 2030

Ela lembrou que é preciso reconhecer que as florestas desempenham um papel essencial na segurança da água e priorizar o recurso no manejo florestal e nas decisões de governança.” A conexão florestal e hídrica é essencial para o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. 

O tema é especialmente tratado nos Objetivos 6 sobre Água Limpa e Saneamento, no 14 acerca da Vida abaixo da Água, no 15 sobre a Vida na Terra e o 13 Ação Climática.

Restauração das florestas também evita crises de biodiversidade, geram empregos e melhoram as condições de subsistência das populações que vivem nela ou ao redor das matas
Foto: ONU/Mark Garten
Restauração das florestas também evita crises de biodiversidade, geram empregos e melhoram as condições de subsistência das populações que vivem nela ou ao redor das matas

Segurança

A contribuição de florestas e árvores é vital para o ciclo da água, que inclui regular a quantidade, a qualidade e o tempo de uso do recurso. 

Para as matas a expectativa é que sejam a solução natural para lidar com questões como segurança hídrica e ajuda a garantir uma qualidade suficiente de água para apoiar comunidades e ecossistemas resilientes.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud