Novo guia promove contribuição de florestas centrada em recursos hídricos
BR

27 agosto 2021

Publicação da FAO é lançada na Semana Mundial da Água; agência alerta que mudança climática e crescimento populacional pressionam ainda mais ecossistemas.

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, lançou a primeira publicação global que orienta a contribuição florestal centrada em recursos hídricos.

As matas protegem os solos e as áreas costeiras da erosão, bem como de inundações e avalanches. Juntos, estes recursos são conhecidos como serviços ecossistêmicos relacionados à água. 

As florestas são parte integrante do ciclo global da água
Unesco/Steven Ripley
As florestas são parte integrante do ciclo global da água

Proteção

O guia defende que haja prioridade no manejo florestal com foco em questões como gestão, monitoramento e avaliação das matas. A apresentação foi feita por ocasião da Semana Mundial da Água, que termina nesta sexta-feira.

De acordo com a agência, três quartos da água doce acessível do mundo vêm de bacias florestais. Mas somente 12% das matas do mundo estão especialmente reservadas para a proteção do solo e das águas.

A FAO realça que fechar lacunas em áreas como ciência, prática e política é essencial para melhorar o manejo florestal.

O uso da água para fins agrícolas, industriais, ambientais e domésticos está entre as maiores contribuições das bacias hidrográficas num momento em que grandes cidades globais dependem cada vez mais de bacias hidrográficas florestadas. 

Manejo florestal sustentável também é considerado um meio para construir economias e sociedades resilientes
FAO/Xiaofen Yuan
Manejo florestal sustentável também é considerado um meio para construir economias e sociedades resilientes

Risco 

A agência destaca que ainda que dois terços de suprimentos urbanos do recurso melhoraram de qualidade com ações de manejo florestal como proteção, restauração ou redução de combustível florestal para minimizar o risco de incêndios.

A vice-diretora-geral da FAO, Maria Helena Semedo, a segurança da água é um desafio global significativo, com repercussões em setores como agricultura, produção de energia, necessidades básicas e ecossistemas de apoio”.

Ela apontou os desafios da mudança climática e crescimento da população como fatores que estão aumentando a pressão sobre os ecossistemas. 

Incêndio florestal na Califórnia em 2020.
San Francisco Fire Department
Incêndio florestal na Califórnia em 2020.

Agenda 2030

Ela lembrou que é preciso reconhecer que as florestas desempenham um papel essencial na segurança da água e priorizar o recurso no manejo florestal e nas decisões de governança.” A conexão florestal e hídrica é essencial para o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. 

O tema é especialmente tratado nos Objetivos 6 sobre Água Limpa e Saneamento, no 14 acerca da Vida abaixo da Água, no 15 sobre a Vida na Terra e o 13 Ação Climática.

Restauração das florestas também evita crises de biodiversidade, geram empregos e melhoram as condições de subsistência das populações que vivem nela ou ao redor das matas
Foto ONU/Mark Garten
Restauração das florestas também evita crises de biodiversidade, geram empregos e melhoram as condições de subsistência das populações que vivem nela ou ao redor das matas

Segurança

A contribuição de florestas e árvores é vital para o ciclo da água, que inclui regular a quantidade, a qualidade e o tempo de uso do recurso. 

Para as matas a expectativa é que sejam a solução natural para lidar com questões como segurança hídrica e ajuda a garantir uma qualidade suficiente de água para apoiar comunidades e ecossistemas resilientes.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud