fao

Brasil ganhou mais importância em mercados agrícolas globais
BR

Relatório Estado de Mercados de Commodities Agrícolas 2018 coloca o país como o 3º. maior exportador de produtos agrícolas; FAO alerta sobre consequências da mudança climática para a agricultura e a segurança alimentar até 2050.

Escolas e famílias devem ser envolvidas na educação para conter obesidade

FAO destaca que mais de 672 milhões de pessoas vivem com a doença; representante da agência em Nova Iorque revela que debates de Alto Nível da Assembleia Geral incluem eventos paralelos sobre impactos do problema.

Destaque ONU News Especial - 11 de setembro de 2018

O #DestaqueONUNewsEspecial entrevista a diretora do escritório da FAO em Nova Iorque. O tema da entrevista é a fome, que segundo novo relatório publicado pela agência, já atinge 821 milhões de pessoas. O estudo "Estado da Insegurança Alimentar e Nutrição no Mundo em 2018" revela que o mundo regressou a níveis registrados há 10 anos.

O estado da insegurança alimentar e nutrição no mundo

Novo relatório afirma que, sem mais esforços urgentes, comunidade internacional não cumpre objetivo de erradicar fome até 2030; especialista em segurança alimentar explica motivos do aumento da fome e como pode ser combatido. 

ONU: fome aumenta em todo o mundo e atinge 821 milhões

Informação é de estudo produzido por cinco agências das Nações Unidas; situação piorou nos últimos três anos, com uma em cada nove pessoas afetada no mundo; situação melhorou no Brasil e Angola, mas piorou em Moçambique e Guiné-Bissau.

FAO: surto de febre suína na África ameaça China e outros países asiáticos

Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura pede colaboração regional com reforço de monitoramento e medidas de preparo.

Moçambique: FAO quer garantir a segurança alimentar após perda de 40% de safras

Taxa de desnutrição crónica é de 43% no país; agência destaca que é importante que comunidades tenham uma alimentação diversificada e nutritiva; ações da FAO promovem hortas caseiras.

FAO assina acordo para combater a praga da lagarta do cartucho do milho

O acordo tem financiamento do Usaid no valor de  US$ 5,6 milhões  e vai benefeciar cerca de 300 mil produtores do setor familiar, ONG’s empresas de agro-processamento e instituições académicas.

FAO lança projeto de US$ 4,6 milhões em São Tomé e Príncipe para combater mudanças climáticas

Iniciativa acontece em mais nove países e custa US$ 54 milhões; em São Tomé e Príncipe devem ser restaurados cerca de 36 mil hectares de floresta e beneficiadas 17 mil pessoas; Guiné-Bissau também faz parte do programa.