Em Dia Internacional, ONU lembra vítimas de violência baseada em religião ou credo
BR

22 agosto 2021

Ataques a locais de culto como igrejas, mesquitas e sinagogas aumentaram nos últimos anos e ocorreram mesmo durante pandemia; indivíduos em todo o mundo são assassinados por causa da fé que professam; liberdade de religião, opinião e expressão assim como o direito pacífico de associação são garantidos na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Em janeiro deste ano, a Assembleia Geral da ONU adotou uma resolução condenando crimes contra sítios religiosos. No texto, os 193 países-membros pediram mais esforços para a promoção de uma cultura de tolerância e paz em todos os níveis.

Num Plano de Ação, divulgado em 2019 logo após o ataque a uma mesquita na Nova Zelândia e a igrejas cristãs na África e no Sri Lanka, e a uma sinagoga nos Estados Unidos, a ONU citou versos da Bíblia, da Torá, do Corão e outros livros sagrados, além de líderes religiosos.

Mesquita de Mazar-e Sharif, no Afeganistão
Unama / Jawad Jalail
Mesquita de Mazar-e Sharif, no Afeganistão

Nos últimos anos, esses ataques a locais sagrados aumentaram. E mesmo durante a pandemia, pessoas continuaram morrendo somente por causa da fé que professam.

Neste 22 de agosto, a ONU marca o Dia Internacional em Homenagem às Vítimas de Atos de Violência baseada em Religião ou Credo.

A ONU lembra que a liberdade de religião, opinião e expressão, o direito à reunião pacífica e à liberdade de associação são interdependentes, interrelacionados e se fortalecem mutuamente. Esses direitos também estão previstos nos Artigos: 18, 19 e 20 da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A religião tem sido um apoio inestimável para muitos sobreviventes do conflito no norte de Uganda
ICC-CPI/Pete Muller
A religião tem sido um apoio inestimável para muitos sobreviventes do conflito no norte de Uganda

Terrorismo

O Dia Internacional foi criado pela Assembleia Geral em 2019. De lá para cá, os atos de intolerância e violência baseada em religião ou credo de indivíduos e comunidades religiosas continuaram ocorrendo.

Na resolução 73/296, os países-membros da ONU reafirmam sua condenação desses crimes e práticas de terrorismo e extremismo violento seja qual for a motivação.

O Dia Internacional em Homenagem às Vítimas de Violência baseada em Religião ou Credo ocorre um dia após a data que presta tributo às vítimas de terrorismo, em 21 de agosto.

A ONU lembra que toda pessoa tem o direito de praticar sua religião de forma livre e segura.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud