Venezuela: Guterres alerta que eventos no Parlamento dificultam diálogo
BR

7 janeiro 2020

Secretário-geral pede ação imediata para diminuir tensões após sessões paralelas que elegeram dois presidentes do poder legislativo; Guterres diz que é preciso buscar solução pacífica e duradoura para a crise.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse estar preocupado com os acontecimentos durante a eleição do presidente da Assembleia Nacional da Venezuela.

Em nota, emitida pelo seu porta-voz em Nova Iorque, o chefe da ONU destaca que esses eventos tornam ainda mais difícil a realização do diálogo urgente.

O apelo do secretário-geral é que todos os envolvidos tomem medidas imediatas para diminuir as tensões. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Presidentes

Agências de notícias informaram que este domingo o líder da oposição, Juan Guaidó, e o deputado Luís Parra se declararam presidentes de um mesmo Parlamento após terem sido realizadas sessões paralelas.

Na primeira reunião, a Guarda Nacional impediu o acesso de Guaidó à casa legislativa. Com isso, Parra com o apoio do partido governista do presidente Nicolás Maduro, foi proclamado presidente em meio a reclamações e ação da polícia.

O apelo do secretário-geral é que todos os envolvidos tomem medidas imediatas para diminuir as tensões e trabalhem por uma solução pacífica e sustentável para a crise política.

Condições

Um relatório da alta comissária de direitos humanos da ONU indica que se a atual situação não melhorar, o fluxo sem precedentes de migrantes e refugiados venezuelanos deverá se agravar. Assim como as condições de vida dos venezuelanos no país.

Michelle Bachelet visitou a Venezuela, em julho, quando se encontrou com o presidente Nicolás Maduro e com Juan Guaidó. Ela também se reuniu com membros da sociedade civil e vítimas de violações dos direitos humanos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Situação humanitária e de segurança na Venezuela preocupa alta comissária da ONU

Michelle Bachelet, responsável pelo Alto Comissariado de Direitos Humanos, cita crise econômica, violência, hiperinflação e diz que apenas uma minoria com acesso à moeda estrangeira consegue comprar alimentos.  

Agência da ONU elogia decisão do Brasil de reconhecer milhares de venezuelanos como refugiados

Decisão anunciada pelo Comitê Nacional de Refugiados do Brasil, Conare, beneficiará cerca de 21 mil venezuelanos; porta-voz da agência disse que “medida constitui um marco na proteção de refugiados na região”.