Guterres diz que “migração segura, ordenada e regular é do interesse de todos”
BR

18 dezembro 2019

Nações Unidas marcam esta quarta-feira Dia Internacional dos Migrantes; cerca de 272 milhões de homens e mulheres vivem fora de seus países; secretário-geral destacou narrativas “prejudiciais e falsas” sobre o tema.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse esta quarta-feira que “a migração segura, ordenada e regular é do interesse de todos.”

Em mensagem sobre o Dia Internacional dos Migrantes, marcado neste 18 de dezembro, o chefe da ONU afirmou que “todas as prioridades nacionais em questões de migração são mais facilmente alcançadas através da cooperação internacional.”

Do número total de migrantes internacionais atuais, 47,9% deles são mulheres e cerca de 13,9% crianças, Foto: Unicef/Arcos

Direitos

Guterres disse que “os migrantes são membros plenos da sociedade, contribuindo para a compreensão mútua e o desenvolvimento sustentável em comunidades de origem e destino.” Por esse motivo, “têm direito à mesma proteção de todos os seus direitos humanos.”

Esses princípios estão consagrados no Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular, que foi aprovado no final de 2018. Apesar disso, o secretário-geral disse que muitas vezes se ouvem “narrativas sobre migrantes que são prejudiciais e falsas.”

O chefe da ONU destacou que as pessoas são “testemunhas de migrantes que enfrentam dificuldades indescritíveis como resultado de políticas moldadas mais pelo medo do que pelos fatos.”

Neste Dia Internacional, António Guterres apela aos líderes e pessoas de todos os lugares que façam cumprir o Pacto Global “para que a migração funcione para todos.”

Acolhimento

Em mensagem sobre o dia, o diretor-geral da Organização Internacional para Migrações, OIM, disse que as comunidades de acolhimento em todo o mundo têm uma longa tradição de receber bem os migrantes.

Para António Vitorino, “as comunidades que prosperam são aquelas que adotam a mudança e se ajustam a ela.” Segundo ele, “os migrantes são um elemento que faz parte dessa mudança e é bem-vindo .”

O chefe da OIM acrescentou que os migrantes também podem se tornar "defensores da resiliência", por exemplo, durante um desastre, mudança ambiental, desemprego e turbulência política.

Celebração

Em 2019, as Nações Unidas destacam histórias de coesão social. A organização diz que essas histórias “são tão variadas e únicas quanto cada um dos 272 milhões de migrantes vivendo novas vidas e construindo novas comunidades em todos os cantos do globo.”

A OIM lançou uma campanha com o tema “We… together”, “Nós...juntos”. A agência pretende destacar tudo o que as pessoas fazem junto com os migrantes, como aprender, criar, trabalhar, dançar e brincar.

António Vitorino, diretor-geral da Organização Internacional para Migrações, OIM, Reprodução/ONU News

Refugiados

Esta semana, a Agência das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, também lançou uma nova campanha de mídia social que celebra a força, a resiliência e as competências que os refugiados podem trazer para suas novas comunidades.

A campanha é apoiada por Embaixadores da Boa Vontade, ativistas e prefeitos de todo o mundo. Todos são convidados a compartilhar histórias e vozes de refugiados, criando um momento de ação e solidariedade.

A mensagem central da iniciativa é que "todos têm um papel a desempenhar". Ela destaca como se pode ajudar a combater a xenofobia, a intolerância e o medo e capacitar os refugiados para reconstruir seu futuro.

Como parte da campanha, o Acnur produziu um vídeo com celebridades como Ben Stiller e Cate Blanchett e outros ativistas.  Os participantes dizem que “algo precisa mudar” e que “chegou a hora de ver os refugiados de maneira diferente”.

Esta quarta-feira, termina o primeiro Fórum Global de Refugiados. O encontro reúne em Genebra chefes de Estado e de governo, líderes da ONU, instituições internacionais e representantes da sociedade civil.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Chefe da ONU diz que comunidade internacional deve fazer “muito mais para assumir a responsabilidade” pelos refugiados

No primeiro Fórum Global de Refugiados, António Guterres destacou que são necessárias "promessas ousadas e concretas" para garantir apoio mais equitativo aos refugiados; mundo vive momento de deslocamento recorde.