Semana do Clima da América Latina e Caribe acontece em agosto em Salvador
BR

9 julho 2019

Evento deverá impulsionar resposta da região à atual emergência climática; representantes do Brasil podem fazer parte da série de eventos; entidades regionais ligadas à ação climática devem demonstrar soluções inovadoras do setor.

A cidade de Salvador, no Brasil, acolhe a Semana do Clima da América Latina e Caribe, entre 19 a 23 de agosto. Uma série de eventos pretende impulsionar a resposta da região à atual emergência do clima, em meio a crescentes apelos por uma ação climática mais forte e mais rápida.

A Semana do Clima será organizada pelo governo brasileiro em parceria com organizações internacionais e regionais* e pela cidade de Salvador.

Entre os desafios enfrentados na vida das cidades no século 21 está a mudança climática. Foto: Banco Mundial/Dominic Chavez

Cronograma

A agenda do evento já está disponível online, apresentando um cronograma dinâmico de atividades que demonstrarão a crescente ambição climática em toda a região, desde discussões técnicas até diálogos temáticos.

Ministros brasileiros e de outros países da região, o prefeito de Salvador, autoridades locais, líderes regionais dos setores público e privado, sociedade civil e funcionários das Nações Unidas também se reunirão em um Diálogo de Alto Nível.

Temperatura

A ONU destaca que é necessária liderança dos mais altos níveis para preencher a lacuna de ambição dos atuais planos climáticos nacionais, conhecidos como Contribuições Nacionalmente Determinadas ou NDCs.

O objetivo é cumprir as metas do Acordo de Paris sobre Mudança do Clima de limitar a elevação da temperatura média global a 1,5 grau Celsius e alcançar a neutralidade de carbono até 2050.

Cúpula sobre a Ação Climática

Para impulsionar a ambição e acelerar a implementação do Acordo de Paris e da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, os resultados da semana irão alimentar os resultados da Cúpula sobre a Ação Climática, organizada pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, em 23 de setembro, em Nova Iorque.

Líderes, políticos e atores regionais e globais se engajarão em discussões aprofundadas sobre quatro dos nove temas da Cúpula sobre a Ação Climática: transição energética, transição da indústria, infraestrutura, cidades e governos locais e soluções baseadas na natureza.

A Semana do Clima da América Latina e Caribe será a ocasião para discutir desafios e oportunidades para a ação climática dentro da perspectiva latino-americana e caribenha.

O evento permitirá aos atores-chave de vários setores convocar, aprender e partilhar conhecimento e melhores práticas, para planejar e criar conjuntamente iniciativas de ação climática.

Foto ONU/ Eskinder Debebe
Segundo o relatório, a falta de progresso é particularmente aparente entre os objetivos relacionados ao meio ambiente, como a ação climática e a biodiversidade.

Oportunidades de demonstração de ações na região

Em paralelo à agenda de eventos, atores climáticos de toda a região são convidados a demonstrar soluções climáticas inovadoras através das seguintes possibilidades de engajamento:

• Eventos Paralelos dão a oportunidade às organizações para conduzir uma sessão sobre temas alinhados à agenda de 2019 do evento. O prazo de inscrições vai até 14 de julho.

• Hub de Ação - proporciona uma plataforma para demonstração de ideias e soluções climáticas inovadoras com duração de 15 a 30 minutos em um palco no centro do espaço de exibição. O prazo de inscrição vai até 21 de julho.

• Estandes de Exposição - oferecem oportunidades às organizações para apresentar seus trabalhos durante o evento. O prazo para inscrição através de parceiros comerciais vai até 11 de agosto.

• Esquina do Conhecimento - proporciona às organizações não governamentais, organizações juvenis e instituições de educação a possibilidade de exibir seus trabalhos em um estande compartilhado. O prazo de inscrição vai até 21 de julho.

Organizações interessadas podem se inscrever aqui.

Sobre as semanas climáticas regionais

Realizadas todos os anos na África, na América Latina e Caribe e na Ásia-Pacífico, as Semanas Regionais do Clima são plataformas colaborativas únicas para partes governamentais e não-governamentais abordarem a amplitude das questões climáticas sob uma estrutura única e com união de propósitos.

O principal objetivo destes eventos é reunir diversas partes interessadas dos setores público e privado dentro de um objetivo comum de abordar a mudança climática.

 

* A organização inclui entidades como Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima, Parceria de Marrakesh para Ação Climática Global, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud,  ONU Meio Ambiente, Unep DTU Partnership, Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento, BID, Estratégia de Desenvolvimento de Pequenas Emissões, Leds,  Organização Latino-Americana de Energia, Olade,  Banco de Desenvolvimento da América Latina e Associação Internacional de Comércio de Emissões, Ieta.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

No Caribe, Guterres pede “aumento maciço de ambição” no combate à mudança climática

Secretário-geral participa em encontro de chefes de Estado da Comunidade Caribenha que acontece na ilha de Santa Lúcia no Caribe; além do ambiente, o chefe da ONU destacou temas como segurança e desenvolvimento econômico.

Programa da ONU para o Meio Ambiente apoia próxima expedição da família Schurmann

Marcando o Dia Mundial dos Oceanos, celebrado em 8 de junho, Pnuma assinará um memorando de entendimento com a família brasileira Schurmann, conhecida por velejar pelo mundo; o acordo faz parte da campanha #MaresLimpos, maior iniciativa global contra o lixo nos oceanos.