ONU apoia transferência de venezuelanos de Roraima para outros estados do Brasil
BR

7 fevereiro 2019

Quase 100 venezuelanos foram transferidos da cidade de Boa Vista para Dourados, no Mato Grosso do Sul; OIM e Acnur acompanham a maior interiorização já realizada pela Operação Acolhida na modalidade de vagas de emprego sinalizadas.

Cerca de 100 venezuelanos que viviam na cidade de Boa Vista, capital de Roraima, foram transferidos para a cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul. A operação teve o apoio da Organização Internacional para Migrações, OIM, da Agência das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, e do governo brasileiro.

Segundo agências da ONU, esta foi a maior interiorização já realizada pela Operação Acolhida na modalidade de vagas de emprego sinalizadas. Nesta ação, os venezuleanos viajam com vagas de emprego já oferecidas por uma empresa local.

Voo fretado

A OIM destaca que esta foi a primeira vez em que o deslocamento ocorreu com um voo fretado, que foi garantido pela Organização Internacional para as Migrações. A agência prevê apoiar mais voos “potencializando a capacidade de interiorização”. O objetivo é reduzir o impacto nas comunidades anfitriãs em Roraima.

O grupo transferido para a cidade de Dourados receberá uma ajuda que cobrirá os custos para suas necessidades iniciais, oferecida pelo Acnur. A bolsa visa fornecer apoio inicial durante o primeiro mês dos venezuelanos na nova cidade de moradia.

Até que consigam residências para os venezuelanos, estes serão acolhidos em abrigos temporários organizados pela empresa que fornece os empregos e pela sociedade civil.

Operação Acolhida

A transferência de mulheres, crianças e homens venezuelanos de Roraima para outros estados brasileiros é um dos eixos da Operação Acolhida. A iniciativa reúne as Forças Armadas, diversos ministérios do Governo Federal, agências da ONU no Brasil e entidades da sociedade civil organizada.

A interiorização é um processo voluntário, no qual todos os beneficiários são previamente registrados pelo Acnur. A agência também apoia na obtenção de documentos necessários para a regularização destas pessoas no Brasil, juntamente com a OIM.  A Operação Acolhida certifica de que cada indivíduo esteja devidamente vacinado e com seus exames de saúde atualizados.

Até o momento, cerca de 4,3 mil solicitantes de refúgio e migrantes venezuelanos já foram transferidos para outras partes do Brasil por meio da estratégia de interiorização promovida pelo governo federal.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud