Acnur

ONU alerta sobre dificuldades para refugiados e migrantes com chegada do inverno  
BR

Baixas temperaturas no Hemisfério Sul agravam situação das pessoas que enfrentam desemprego e dificuldade de assistência médica; mais de 2 milhões de refugiados e migrantes fugiram da Venezuela para países vizinhos. 

  

Refugiados no Brasil e Portugal na lista de atletas escalados para Olimpíadas de Tóquio 
BR

Ao todo são 29 pessoas que representarão o time da Agência da ONU para Refugiados, Acnur, no Japão, em julho; elas competem em 12 categorias; chefe do Acnur parabenizou os selecionados e disse que eles inspiram o mundo. 

Cabo Delgado: Acnur relata drama de famílias separadas e fugas para a Tanzânia 
BR

Agência da ONU para Refugiados apura relatos de regressos forçados de moçambicanos que tentam salvar suas vidas ao escapar para o país vizinho; conflito, no norte de Moçambique, entre tropas do governo e extremistas começou em 2017. 

RD Congo registra milhares de deslocados em semana de ataques que mataram 57  
BR

Acnur conta que muitos congoleses estão dormindo ao relento na área oriental de Ituri; moradores buscam refúgio em igrejas superlotadas e ação humanitária enfrenta obstáculos; ataques com balas e facões mataram pelo menos sete crianças.

Acnur pede a Tanzânia que acolha moçambicanos que fogem da violência  
BR

Milhares de pessoas cruzaram a fronteira para o país vizinho, mas foram devolvidas e impedidas de pedir asilo; cerca de 724 mil foram forçados a deixar suas casas desde o início do conflito na província de Cabo Delgado, em 2017. 

Pandemia ameaça avanços na admissão de refugiados pelo mundo 
BR

Novo estudo aponta crescimento em permissões por meio de motivos familiares, trabalho e estudo na década anterior à pandemia; em 2020, no entanto, agências estimam queda no número de concessões de asilo devido ao fechamento das fronteiras e às restrições de viagem.  

Emergência em Moçambique preocupa agências humanitárias 
BR

Mais 30 mil pessoas fugiram da violência na cidade de Palma, em Cabo Delgado; Acnur assiste centenas de crianças desacompanhadas, traumatizadas e exaustas; Mulheres e crianças são 75% da população deslocada nos mais recentes ataques. 

Moçambique: famílias separadas pela violência precisam de ajuda urgente

A Agência da ONU para Refugiados, Acnur, disse que o número de pessoas deslocadas pelos recentes ataques no norte de Moçambique continua a aumentar. Desde 24 de março, mais de 19 mil pessoas fugiram de Palma para as cidades de Nangade, Mueda, Montepuez e Pemba. Quase 700 mil pessoas, principalmente mulheres, crianças e idosos, estão deslocadas internamente no norte de Moçambique, como resultado de ataques e violência recorrentes por grupos armados não estatais desde outubro de 2017.

Acnur no México reforça apoio após aumento de movimentação na fronteira  
BR

Entre janeiro e março, solicitações de asilo subiram 31% em comparação ao mesmo período do ano passado e 77% em relação a 2019; violência, que afeta centenas de milhares de pessoas em partes da América Central, é apontada como principal causa para migração. 

No início do Ramadã, Acnur pede solidariedade aos mais afetados por pandemia  
BR

Mês de jejum dos muçulmanos começa neste 12 de abril; chefe da Agência da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, lembra dos mais vulneráveis e que 85% dos deslocados e refugiados são acolhidos em países de rendas baixa e média; agência lançou campanha “Cada Segundo Conta”.