Mais de 50 pessoas morreram em naufrágios na costa do Djibouti

31 janeiro 2019

OIM informa que pelo menos 16 pessoas sobreviveram; embarcações afundaram por causa do excesso de carga e da ondulação forte; autoridades continuam operações de busca.

O escritório da Organização Internacional para as Migrações, OIM, em Obock, na costa do Mar Vermelho, no Djibouti, informou esta quarta-feira que foram resgatados 16 sobreviventes de dois naufrágios.

Em nota, a OIM informou que foram encontrados os corpos de 52 vítimas. A tragédia aconteceu esta terça-feira ao largo de Godoria, uma localidade na região de Obock, no nordeste do país quando dois barcos com 130 pessoas a bordo naufragaram.

Operação de Busca

A OIM administra um Centro de Resposta a Migrantes em Obock, onde estão atualmente 500 migrantes com ligações ao Iémen.Acnur/ Markel Redondo

De acordo com testemunhas locais, os barcos afundaram aproximadamente 30 minutos depois de saírem devido à sobrecarga e à forte ondulação. Depois de serem alertados por moradores locais, a polícia descobriu mais dois sobreviventes.

A chefe de Missão da OIM no Djibouti, Lalini Veerassamy, considera que este “trágico evento demonstra os riscos que os migrantes vulneráveis ​​enfrentam quando inocentemente buscam vidas melhores.”

A OIM administra um Centro de Resposta a Migrantes em Obock, onde estão atualmente 500 migrantes com ligações ao Iémen e são apoiados sob um programa de retorno voluntário para os países de origem operado pela OIM.

Apoio

A equipa tem ajudado os sobreviventes da tragédia de terça-feira e dado apoio às autoridades de Djibouti, enquanto continuam as buscas de outros sobreviventes.

O Projeto de Migrantes Desaparecidos da OIM, baseado em Berlim, divulgou dados indicando que houve pelo menos 199 naufrágios de embarcações confirmados na costa de Obock, Djibuti desde 2014.

No total, de acordo com a agência , 707 pessoas terão perdido a vida ou estão desaparecidas desde 2014 na sequência de naufrágios ao largo da costa do Djibouti.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Unicef: média de 29 crianças refugiadas e migrantes chegaram por dia à Europa

Estimativa é de que cerca de 400 crianças tenham enfrentado viagens perigosas no Mediterrâneo desde o início do ano; mais de 4.507 pessoas tentaram chegar à Europa nesse período.

Morte de dezenas de refugiados e migrantes no Mediterrâneo choca Acnur

Segundo relatos de ONGs cerca de 170 pessoas teriam desaparecido ou perdido a vida em dois naufrágios distintos; para alto comissário da ONU para Refugiados, a “tragédia no Mediterrâneo não pode continuar.”