Embaixadores destacam progressos na Guiné-Bissau

17 maio 2018

Conselho de Segurança discutiu situação política e institucional no país; eleições legislativas estão marcadas para 18 de novembro.

Progressos políticos na Guiné-Bissau geraram otimismo entre os 15 Estados-membros do Conselho de Segurança.

O órgão reuniu-se quarta-feira para debater uma solução para o impasse político e institucional que já dura há três anos.

Unanimidade

O embaixador da Guiné-Bissau junto às Nações Unidas, Fernando Delfim da Silva, disse à ONU News que “não podia estar mais feliz” com a forma como decorreu o encontro.

Segundo ele, os representantes de todos os 15 países falaram na reunião e “houve unanimidade na percepção de todos os membros” que o país deu alguns passos na direção certa.

“Há um desanuviar da situação, a situação desbloqueou-se. Estamos a viver um momento de esperança, de muita expectativa. Claro que isso representa também responsabilidade. Todo o mundo felicitou os progressos políticos que foram alcançados. ”

Eleições

A nomeação do primeiro-ministro Aristides Gomes, em abril, foi um dos pontos destacados durante o encontro. Os embaixadores também mencionaram a marcação de eleições legislativas para 18 de novembro.

O representante da Guiné-Bissau afirma estar confiante de que o escrutínio vai acontecer na data prevista, mas explica que “é um otimismo moderado, realista” e referiu alguns obstáculos, como a estação das chuvas.

O embaixador do Brasil junto às Nações Unidas também participou no encontro, enquanto presidente da estratégia da Guiné-Bissau da Comissão para a Consolidação da Paz, PBC.

Mauro Vieira disse que é preciso mais apoio internacional para a eleição legislativa de 18 de novembro.

“As notícias e os acontecimentos em Guiné-Bissau são muito positivos e muito auspiciosos, mas faz falta que a comunidade internacional continue apoiando o país e estimulando a sociedade civil. ”

Representante especial

Mauro Vieira diz que as eleições de novembro são “um passo sem dúvida importante para a resolução do impasse político que viveu o pais até agora. ”

Os Estados-membros também acolheram a nomeação do brasileiro José Viegas Filho para representante especial da Guiné-Bissau e chefe do Escritório Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz no país, Uniogbis.

Viegas Filho assumiu o novo cargo este mês.

 

Apresentação:  Alexandre Soares. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud