Guiné-Bissau

Quarta de Empregos

O Sistema das Nações Unidas apresenta oportunidades de trabalho da semana de 17 de julho de 2019. Saiba como concorrer em países de língua portuguesa como Angola, Brasil, Cabo verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Conheça ainda as vagas disponíveis em outros escritórios da organização que aparecem em inglês ou francês, as línguas de trabalho das Nações Unidas.

Cerca de 1,7 milhão de pessoas foram infectadas pelo HIV em 2018
BR

Brasil, Cabo Verde e Portugal cumpriram ou estão a caminho de cumprir a meta de ter 90% das pessoas com HIV devidamente diagnosticadas; populações-chave na resposta são marginalizadas e deixadas para trás.

Mulheres da Guiné-Bissau preparam-se para melhorar estratégias para eleições

Apoio da ONU pretende melhorar prestação em próximas votações; organização apoiou  ateliê analisou lições das legislativas de 10 de março.*

Quarta de Empregos

Na lista de vagas do Sistema das Nações Unidas de 10 de julho, conheça algumas oportunidades de trabalho em países como Angola, Brasil, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e outros. Além de países de língua portuguesa, saiba de empregos em outros escritórios da organização. As vagas aparecem em inglês ou francês, as línguas de trabalho das Nações Unidas.

Guiné-Bissau: Conselho de Segurança apela a eleição presidencial “credível, livre, justa e pacífica”

Estados-membros dizem que votação deve acontecer a 24 de novembro, como ficou acordado; nota também destaca apoio dado pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental e da União Europeia.

“Nós olhamos para as Nações Unidas como uma instância de recurso”, diz ex-primeiro-ministro da Guiné-Bissau

Antigo secretário executivo da Cplp disse ter conversado com Estados-membros do bloco em Nova Iorque; representante disse que decisão da Cedeao na recente cimeira de Abuja não pretende premiar uns e punir outros.

Exclusiva: ex-primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira

Domingos Simões Pereira esteve em Nova Iorque onde também conversou sobre a crise institucional no país  na ONU; ex-secretário da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, fala da tentativa de se resolver a crise na Assembleia Nacional  do país.

Guiné-Bissau: partido vencedor das legislativas propõe nome do primeiro-ministro

Antigo primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira é o nome proposto ao presidente guineense; chefe de Estado tem cinco dias para nomear e marcar presidenciais; Escritório da ONU defende mudança da imagem negativa do país.*

Em Malabo, líderes africanos abordaram Fundo Fiduciário de Solidariedade Africana

FAO elogia Guiné Equatorial por colocar US$ 30 milhões ao dispor da iniciativa sobre produção alimentar; Guiné-Bissau está entre países beneficiários do fundo; Angola doou US$ 10 milhões para apoiar  pessoas mais vulneráveis no continente.

ONU promete apoio para modernizar setor da habitação na Guiné-Bissau

Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos capacita técnicos guineenses; iniciativa que promove  liderança e gestão urbana foi aberta pelo ministro das Obras Públicas.*