ONU diz que milhares de pessoas abandonaram Ghouta Oriental

15 março 2018

Civis fugiram de região cercada na Síria por causa dos conflitos; ajuda alimentar chegou a mais de 26 mil pessoas em Douma.

O porta-voz do secretário-geral da ONU, Farhan Haq, disse esta quinta-feira que “milhares de pessoas saíram de Hammouriyeh, em Ghouta Oriental, na Síria, depois de pesados combates que resultaram em ferimentos e mortes de civis bem como danos a infraestruturas civis.”

O porta-voz explicou que “o número correto de pessoas que saiu não é conhecido, assim como todos os seus destinos.”

Segundo Farhan Haq, a ONU não presenciou a fuga, mas visitou algumas destas pessoas nos centros de acolhimento. A organização está a verificar a capacidade de resposta dos centros e “continua pronta para ajudar” nas evacuações, caso seja necessário.

Ajuda humanitária

Também esta quinta-feira, uma comitiva da ONU e das organizações Cruz Vermelha e Crescente Vermelho entregou ajuda alimentar para mais de 26 mil pessoas em Douma, em Ghouta Oriental.

Na semana passada, já tinham sido entregues mantimentos e suprimentos médicos a cerca de 27,5 mil pessoas.

Apesar disso, o porta-voz afirma que “é necessária muita mais ajuda, incluindo material médico e medicamentos” para as cerca de 400 mil pessoas da região, que continua cercada.

 

Apresentação: Alexandre Soares

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud