No Afeganistão, Conselho de Segurança reitera aposta em melhor cooperação
BR

15 janeiro 2018

Embaixadores dos 15 Estados-membros do órgão asseguram suporte ao governo e ao povo nos esforços para restaurar paz, estabilidade e progresso; visita iniciada no fim de semana foi a primeira em mais de sete anos.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Uma delegação do Conselho de Segurança terminou esta segunda-feira uma visita de três dias ao Afeganistão.

O embaixador do Cazaquistão junto à ONU, que este mês preside o órgão, falou a jornalistas em Cabul sobre a  primeira visita do Conselho ao país desde 2010.  Kairat Umarov sublinhou a  aposta da delegação de trabalhar com o país.

Estabilidade

Kairat Cut 01

O diplomata disse que a visita ao Afeganistão foi uma oportunidade para reiterar o apoio do Conselho de Segurança ao governo e ao povo afegão nos esforços para restaurar a paz, a estabilidade e o progresso no país.

A delegação incluiu embaixadores de outros países-membros como Estados Unidos, Bolívia, Cote d'Ivoire, também conhecida como Costa do Marfim, Guiné Equatorial, Etiópia, Kuwait, Holanda, Peru, Polônia, Suécia, França, Rússia, Reino Unido e China.

Progressos

Durante a presença em território afegão, os membros do Conselho tiveram relatos em primeira mão sobre progressos realizados pelo Governo da Unidade Nacional do Afeganistão com a assistência da comunidade internacional.

O órgão revelou que pretende ajudar a abordar vários desafios e saber como o Conselho de Segurança poderia contribuir mais com os esforços no terreno.

Comunidade internacional

Os membros do Conselho e as autoridades afegãs pediram uma melhor cooperação e coordenação na região. Ambos destacaram que é preciso que a comunidade internacional, particularmente os países vizinhos, apoiem e cooperem com o Afeganistão, especialmente na luta contra o terrorismo.

O outro apelo foi em prol de uma maior organização nos esforços entre as agências da ONU no terreno  além da melhor cooperação com organizações regionais que operam na área.

Notícias relacionadas:

ONU condena ataque suicida que matou pelo menos 40 pessoas no Afeganistão

Apelo ao Conselho de Segurança para travar destruição e tráfico de patrimônio

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud