Ocha apoia instalação de linha verde para milhares de deslocados em Darfur

Ocha apoia instalação de linha verde para milhares de deslocados em Darfur

Quatro dos 38 campos da região sudanesa usam o meio para comunicar; cerca de 354 mil deslocados foram abrigados na área afetada pela violência intercomunitária.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Escritório as Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, apoiou o lançamento de uma linha telefónica que visa melhorar a comunicação entre cerca de 354 mil deslocados da região sudanesa de Darfur Ocidental.

A intensão é dar prioridade à divulgação do recurso, tido como meio eficaz para garantir o acesso ao auxílio necessário tanto por parte dos beneficiários como dos fornecedores de assistência.

Preocupação

A comunidade humanitária também deve usar a linha para partilhar as suas  necessidades, numa altura marcada por grande preocupação para servir os afetados pela violência intercomunitária.

De acordo com o escritório, grande parte das pessoas que vive em acampamentos precisa de comida, de abrigo e de água. Com o sistema móvel, a ideia é garantir “melhores serviços e uma resposta às necessidades reais dos moradores dos locais.”

Problemas

O Ocha refere que quatro dos 38 campos de Darfur Ocidental contam com o meio de alerta a várias agências ligadas às suas questões. Do outro lado da linha verde, um oficial de referência deve recolher detalhes sobre os problemas a serem levantados e garantir que estes sejam abordados.

Após verificar a denúncia, a informação deve ser partilhada com a agência humanitária visada. Para o escritório, o desafio é estimular o uso e compreensão do funcionamento da linha para avançar com a iniciativa e alastrar para outras áreas de Darfur.