ONU saúda acordos para resolver a crise na República Centro-Africana

15 janeiro 2013

Assinado em Libreville, compromisso inclui o Governo, grupos político-militares e a coligação Seleka; mensagem enaltece esforço de líderes regionais para responder à crise.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

O Secretário-Geral da ONU saudou, esta terça-feira,  a assinatura dos acordos com vista à solução da crise na República Centro-Africana, ocorrida na capital gabonesa, Libreville.

Ban Ki-moon exorta à implementação plena da declaração de princípios da última sexta-feira, que prevê o cessar-fogo. As expectativas estendem-se ao pacto político do Governo, grupos político-militares, coligação Seleka e partidos da oposição.

Mobilização

Os líderes da Comunidade Económica dos Estados da África Central foram elogiados pela “mobilização imediata da resposta à crise”,  na sequência da  ameaça de avanço dos rebeldes para a capital, Bangui.

Ban Ki-Moon lançou um apelo aos parceiros do país para que melhorem o apoio aos esforços de busca da paz e estabilidade duradouras.

Apoios

O Secretário-Geral reitera a disposição das Nações Unidas em conceder apoio Com vista à construção da paz e à plena implementação dos acordos de paz de Libreville.

O país tem um historial de instabilidade política e de conflitos armados recorrentes, agravados pela fraca presença da autoridade do Estado em várias áreas.

Deslocamento

A ONU indica ter havido um deslocamento interno significativo das populações devido à insegurança e instabilidade causado pelas tensões étnicas no norte.

A organização aponta que os outros fatores são a ação de rebeldes e a presença de elementos do grupo armado Exército de Resistência do Senhor, LRA, originário do Uganda.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud