Maior fundo da ONU para crises aloca US$ 6 milhões para Angola  
BR

14 janeiro 2022

Região sul do país lusófono enfrenta seca extrema com milhares de vítimas; Fundo Central de Resposta a Emergências prevê auxílio de US$ 25 milhões para a Síria; mundo terá 274 milhões de pessoas precisando de auxílio humanitário neste ano.  

As Nações Unidas anunciaram que 13 operações humanitárias receberam US$ 150 milhões liberados pelo Fundo Central de Resposta a Emergências, Cerf. Dos países lusófonos, Angola deverá receber US$ 6 milhões. 

A ONU apoia ações para enfrentar a seca extrema que atinge o sul do território angolano. O maior impacto é observado nas províncias de Namibe, Huíla e Cunene, afetando milhões de pessoas. 

Solução  

O subsecretário-geral para Assuntos Humanitários, Martin Griffiths, disse que os fundos destinados ao grupo de nações da África, Américas, Ásia e Oriente Médio visam impulsionar a resposta a crises subfinanciadas. 

O coordenador Humanitário destacou que a maior alocação de todos os tempos representa uma tábua de salvação para milhões de afetados. A meta é acelerar a solução dos problemas mais urgentes de comunidades vulneráveis. 

Mulheres em área rural de Angola
FAO Angola
Mulheres em área rural de Angola

 

A ONU destaca que o financiamento do Cerf permite que contribuições dos doadores cheguem mais rápido às aéreas mais remotas. 

A Visão Global Humanitária prevê que este ano 274 milhões de pessoas devem precisar de assistência, o maior número em décadas. A ação das Nações Unidas e parceiros pretende apoiar os 183 milhões mais vulneráveis com pelo menos US$ 41 bilhões. 

Síria  

A distribuição de fundos contempla US$ 25 milhões para a crise na Síria. Em seguida estão República Democrática do Congo com US$ 23 milhões, Sudão com US$ 20 milhões e Mianmar com US$ 12 milhões. 

Crianças estão entre os grupos mais vulneráveis na Síria.
Foto: © UNICEF/Delil Souleiman
Crianças estão entre os grupos mais vulneráveis na Síria.

 

No Sahel, as operações de ajuda em Burquina Faso, no Chade e no Níger receberão US$ 10 milhões cada uma.  

As doações também serão destinadas a nações como Haiti, Líbano, Madagascar, Quênia e Honduras. 

Antes da entrega de fundos que reforçam a resposta a emergências subfinanciadas, a ONU analisa mais de 90 indicadores humanitários e consulta os envolvidos. 

Com doações de mais de 130 Estados-membros e observadores, o Cerf já desembolsou cerca de US$ 7,5 bilhões a mais de 110 países e territórios desde que foi criado pela Assembleia Geral em 2005.  

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud