Guterres diz que quando mulheres têm poder de decisão, todos saem ganhando BR

Primeiro congresso defendendo igualdade de gênero realizado em África deve juntar milhares de líderes
OIT
Primeiro congresso defendendo igualdade de gênero realizado em África deve juntar milhares de líderes

Guterres diz que quando mulheres têm poder de decisão, todos saem ganhando

Mulheres

Secretário-geral realizou encontro virtual com centenas de representantes da sociedade civil; encontro paralelo à reunião anual da Comissão sobre o Estatuto da Mulher (CSW), que ocorre em março, havia sido cancelado por causa da Covid-19

As Nações Unidas realizam esta segunda-feira uma reunião virtual com a sociedade civil sobre mulheres no contexto da Covid-19.  

No evento em que participam o secretário-geral e a vice-secretária-geral, a diretora executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, apontou o momento da conexão de mulheres, meninas e pessoas de todo o mundo com a liderança da organização. 

Preocupações 

Em seu discurso, Phumzile Mlambo-Ngcuka, realçou que  também era  tempo para reconhecer vozes de todos os que não estão incluídos e cujas necessidades e preocupações são alvos da ação de ativistas em todas as arenas.  

Guterres também apelou que qualquer futura vacina seja vista como um bem público global.
António Guterres, secretário-geral da ONU., by ONU/Jean Marc Ferré

A chefe da ONU Mulheres disse que a sociedade civil e os movimentos em defesa de mulheres são parceiros inabaláveis no esforço para identificar e combater as desigualdades que cresceram em momento da pandemia.  

O secretário-geral António Guterres ressaltou que a Covid-19 está expondo e exacerbando “os consideráveis obstáculos que as mulheres enfrentam para alcançar seus direitos e realizar seu potencial”. 

Ele explicou que o progresso perdido pode levar anos, até gerações, para se recuperar. Para Guterres, quando as mulheres têm poder de decisão, todos saem ganhando. 

Gravidez 

O secretário-geral afirmou que proteger os direitos das mulheres e meninas durante este período é uma das maiores prioridades das Nações Unidas. 

Na primeira fase, a prioridade é a resposta à saúde. Na segunda etapa da resposta se pretende mitigar o impacto social e econômico da crise começando com investimento em mulheres que trabalham nas economias formal e informal.  

Guterres destacou que na terceira fase da resposta a prioridade é construir um futuro melhor.  

O chefe da ONU defendeu que a pandemia está demonstrando que milênios de patriarcado resultaram em um mundo dominado por homens com uma cultura masculinizada que prejudica mulheres, homens, meninas e meninos.

Crise 

Ele pediu que no emergir desta crise as mulheres tenham oportunidades iguais de liderança e representação.  

Atualmente, apenas 8% das chefes de Estado e governo são mulheres. Menos de 25% de todos os parlamentares do mundo são do sexo feminino. E apesar de 70% a 90% dos agentes de saúde serem mulheres, menos de um terço delas participam das decisões que impactam o setor. 

Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da ONU Mulheres, moderou o encontro do Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, com a sociedade civil na CSW63.
ONU Mulheres/Amanda Voisard
Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da ONU Mulheres, moderou o encontro do Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, com a sociedade civil na CSW63.
Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da ONU Mulheres, moderou o encontro do Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, com a sociedade civil na CSW63., by ONU Mulheres/Amanda Voisard