ONU condena ataque que matou trabalhador da OMS em Mianmar
BR

21 abril 2020

Motorista do veículo que fazia vigilância contra covid-19 no estado de Rakhine foi alvejado e morto no atentado; secretário-geral exigiu investigação imediata.

As Nações Unidas condenaram um ataque a um veículo da Organização Mundial da Saúde em Mianmar, no sudeste da Ásia.

O atentado, no estado de Rakhine, resultou na morte de um funcionário da OMS, nesta segunda-feira. Um trabalhador do governo birmanês que estava no carro ficou gravemente ferido.

Covid-19

Pyae Sone Win Maung era motorista da agência da ONU e participava de uma ação de vigilância contra a covid-19 no estado, marcado por tensões contra a minoria rohingya. 

Em nota, o secretário-geral da ONU, António Guterres, expressou condolências à família das vítimas e desejou uma pronta recuperação ao funcionário ferido.

Guterres disse que o ataque tem de ser investigado inteiramente e os responsáveis levados à justiça.

Em sua conta oficial numa rede social, a ONU em Mianmar informou que está tentando obter mais detalhes sobre o motivo do crime.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

ONU pede US$ 877 milhões para garantir serviços essenciais a refugiados rohingyas

Mais de 1,2 milhão de pessoas que pedem abrigo e membros de comunidades bengaleses devem ser beneficiadas por novo plano humanitário; currículo escolar de Mianmar pode ser implementado para alunos rohingyas em Bangladesh.