Cidades brasileiras e portuguesas eleitas Cidades Criativas da Unesco
BR

31 outubro 2019

Belo Horizonte e Fortaleza, no Brasil; Leiria e Caldas da Rainha em Portugal integram lista de 66 cidades; anúncio foi feito no Dia Mundial das Cidades marcado este 31 de outubro; 246 centros urbanos pertencem agora à Rede de Cidades Criativas; destinos lusófonos foram escolhidos nas categorias de design, música, artesanato e artes populares e gastronomia.

Belo Horizonte e Fortaleza, do Brasil, e Leiria e Caldas da Rainha, de Portugal, foram designadas como Cidades Criativas pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco.

O anúncio foi feito esta quinta-feira para marcar o Dia Mundial das Cidades. A partir desta quinta-feira, 31 de outubro, 66 novos centros urbanos fazem agora parte da Rede de Cidades Criativas.

Cidade de Fortaleza, no Brasil. Foto: Jade Queiroz/Mtur

Objetivos

As cidades estão divididas em sete categorias. Belo Horizonte no conjunto de Gastronomia, Fortaleza de Design, Leiria de Música e Caldas da Rainha de Artesanato e Artes Populares. Existem ainda as classes de arte, cinema e literatura.

Ao ingressar na Rede, as cidades se comprometem a compartilhar suas melhores práticas e a desenvolver parcerias envolvendo os setores público e privado, bem como a sociedade civil.

Em nota, a diretora-geral da Unesco, Audrey Azoulay, disse que “em todo o mundo, essas cidades, cada uma da sua maneira, fazem da cultura um pilar, e não um acessório, de sua estratégia.” Para Azoulay, “isso favorece a inovação política e social e é particularmente importante para as gerações jovens.”

Cooperação

A Rede de Cidades Criativas da Unesco foi criada em 2004 para promover a cooperação entre centros urbanos que indicaram a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável.

Com o anúncio, sobe para 246 o total  de centros urbanos que pertencem à rede da Unesco que pretende “colocar a criatividade e as indústrias culturais no centro de seus planos de desenvolvimento no nível local e cooperar ativamente no nível internacional.”

A agência da ONU destaca que a meta da iniciativa é fortalecer a criação de bens culturais, desenvolver polos de criatividade, melhorar o acesso, em particular para grupos marginalizados, e integrar a cultura nos planos de desenvolvimento sustentável.

A Rede de Cidades Criativas também pretende ajudar a implementar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

ARPT Centro de Portugal.
Leiria, em Portugal, entrou para a Rede de Cidades Criativas da Unesco.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Ecaterimburgo, na Rússia, concentra celebrações do Dia Mundial das Cidades

Em mensagem sobre a data, secretário-geral da ONU, António Guterres, diz que centros urbanos são o palco, onde a “batalha” contra a mudança climática será ganha ou perdida; 70% das emissões de dióxido de carbono são gerados nelas.

ONG vencedora de prêmio da Unesco relata trabalho educacional na Amazônia

Superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável, Virgílio Viana, falou à ONU News sobre projeto de educação em 581 comunidades remotas da floresta amazônica, que foi premiado pela Unesco; lema da organização é que a floresta “vale mais em pé do que derrubada”.