ONU felicita povo sudanês pela assinatura de acordo de partilha de poder em Cartum

Guterres espera envolver-se e apoiar as instituições de transição no Sudão.
Tass/ ONU DCG
Guterres espera envolver-se e apoiar as instituições de transição no Sudão.

ONU felicita povo sudanês pela assinatura de acordo de partilha de poder em Cartum

Paz e segurança

Secretário-geral disse que espera envolver-se no processo e apoiar as novas instituições de transição após entendimento sobre a autoridade civil; acordo foi mediado pela União Africana e pela Etiópia.

Líderes militares e civis do Sudão assinaram um acordo de partilha de poder este sábado na capital, Cartum.  

O secretário-geral da ONU, António Guterres,  "felicitou calorosamente" ao povo sudanês pela formalização dos documentos sobre a autoridade civil de transição, em nota que saúda o papel desempenhado pela União Africana e a Etiópia na mediação das conversações lideradas pelo Sudão.

Apoio

Aumento de preços de alimentos seguiu-se ao fim das reservas alimentares desde fevereiro.
ONU Sudão/Ayman Suliman
Aumento de preços de alimentos seguiu-se ao fim das reservas alimentares desde fevereiro.

O chefe das Nações Unidas disse que espera envolver-se e apoiar as instituições de transição, e reitera o compromisso da ONU em prestar auxílio a esse processo "uma vez que busca alcançar a aspiração de longa data do povo do Sudão pela democracia e pela paz".

Na nota, Guterres ressalta a importância de se abrir caminho para a recuperação socioeconômica do Sudão e colocar o país na via do desenvolvimento sustentável em benefício da sociedade "diversificada e vibrante" do Sudão. 

Protestos

O secretário-geral destaca que a ONU está pronta para trabalhar com parceiros internacionais e ajudar o Sudão nessa empreitada.

A formalização do acordo segue-se a oito meses de protestos populares, durante os quais foi deposto o presidente Omal al-Bashir, em abril, que esteve 30 anos no poder. Desde então, uma junta militar assumiu a liderança do Sudão.