Mahmoud Abbas destaca solução de dois Estados e avanço de negociações sobre Oriente Médio

27 setembro 2018

Para líder palestino, caminho para a paz na região está consagrado em resoluções das Nações Unidas; representante fala de envolvimento com o presidente dos Estados Unidos e sua administração.

O presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, disse esta quinta-feira que a paz no Oriente Médio “não pode ser realizada sem um Estado palestino independente, tendo Jerusalém Oriental como sua capital”.

Falando aos líderes mundiais na 73ª sessão da Assembleia Geral, em Nova Iorque, Abbas reiterou o compromisso com a paz, com a solução de dois Estados e a via das negociações para que esses objetivos sejam alcançados.

Solução

O líder palestino declarou que sempre houve envolvimento da sua parte “de forma plena e positiva nas diversas iniciativas da comunidade internacional para alcançar uma solução pacífica com Israel, incluindo a Iniciativa de Paz Árabe”.

O representante destacou ainda seu envolvimento com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e sua administração desde que começaram seu mandato.

Resoluções

Mas Mahmoud Abbas sublinhou que “a decisão do governo americano de fechar a representação da Organização de Libertação da Palestina, OLP, em Washington, a proclamação de Jerusalém como a capital de Israel e a transferência da embaixada dos EUA de Telavive para Jerusalém, violam as resoluções da ONU.” Para Abbas, essas medidas “também minam a solução de dois Estados”.

Abbas destacou ainda que a via para a paz está consagrada em resoluções das Nações Unidas e pediu a todos os países que respeitem essas decisões.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud