ONU e seis países citam “grande preocupação” com violência no sudoeste da Síria BR

Staffan de Mistura. Foto: ONU/Violaine Martin

ONU e seis países citam “grande preocupação” com violência no sudoeste da Síria

Paz e segurança

Participantes do encontro organizado pelo enviado Staffan de Mistura apelam ao fim da violência na área; plano de enviado é voltar a encontrar-se com Alemanha, Arábia Saudita, Estados Unidos, França, Jordânia e Reino Unido em Genebra.

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, anunciou que esta segunda-feira teve consultas em Genebra com altos representantes de seis países que participam no processo político.

Várias “atualizações e ações” sobre o país marcaram a reunião com as delegações da França, da Alemanha, da Jordânia, da Arábia Saudita, do Reino Unido e dos Estados Unidos. Eles apelaram ao fim imediato da violência no país árabe.

Escalada Militar

O enviado emitiu uma nota destacando que foram “manifestadas grandes preocupações com a escalada militar no sudoeste da Síria”, e lançados apelos para o fim da violência.

Staffan de Mistura destaca que ainda que os debates sobre perspetivas de progresso pela via constitucional e sobre a continuação dos esforços diplomáticos foram significativos. A meta é promover pontos comuns entre os atores internacionais que apoiam um acordo político na Síria.

Facilitação

O enviado especial também elogiou os seis países por reafirmarem o seu apoio ao papel das Nações Unidas como facilitadora do processo político.

De Mistura termina a nota dizendo que tem planos de voltar a convidar os países que participaram da reunião, enquanto decorrem esforços para ajudar a criar um comité constitucional e falar de dimensões mais amplas do processo político.