Chefe de Direitos Humanos da ONU pede “posição forte” contra presidente filipino

9 março 2018

Zeid Al Hussein respondeu às acusações e insultos feitos por Rodrigo Duterte a duas relatoras da área de direitos humanos; alto comissário diz que Conselho de Direitos Humanos tem que responder ao pronunciamento do mandatário.

O alto comissário da ONU para Direitos Humanos, Zeid Al Hussein, disse esta sexta-feira que o presidente das Filipinas “deve submeter-se a uma avaliação psiquiátrica.”

O chefe de direitos humanos da ONU respondeu assim ao pedido das autoridades filipinas para incluir na “lista de terroristas” a relatora especial para os direitos dos povos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz, e outros dois cidadãos filipinos que trabalharam para a ONU como especialistas nesta área.

Inaceitável

Zeid afirmou que as declarações do presidente são “inaceitáveis”. Segundo ele, a relatora especial “acredita que isto aconteceu devido aos comentários feitos em relação a ataques e homicídios de indígenas em Mindanao.”

O especialista referiu-se também aos “ataques ultrajantes” do presidente Rodrigo Duterte feitos à relatora especial para assassinatos extrajudiciais, Agnes Callamard. O presidente filipino chamou a relatora de “fraca desnutrida”.

Callamard lidera uma investigação à guerra as drogas nas Filipinas, marcada por assassinatos antes de acontecer qualquer julgamento. 

O alto comissário disse que estas ações “não podem ficar sem resposta” e que espera “que o Conselho de Direitos Humanos responda de forma adequada”, tomando “uma posição forte.”

Para Zeid, “é completamente vergonhoso que o presidente de um país possa falar desta maneira, usando a linguagem mais suja contra uma relatora altamente respeitada.”

No mês passado, Duterte também se referiu de forma ofensiva à promotora do Tribunal Penal Internacional, TPI, Fatou Bensouda, e juízes do órgão.

Apresentação: Alexandre Soares

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud