ONU passa a receber denúncias por telefone sobre assédio sexual
BR

27 fevereiro 2018

Novo serviço começa a funcionar nesta terça-feira; linha especial e confidencial estará disponível 24 horas; funcionários das Nações Unidas poderão fazer denúncias sobre assédio ou exploração sexuais ocorridas no trabalho.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

As Nações Unidas estão lançando nesta terça-feira um serviço de telefone para que os funcionários da organização possam fazer denúncias sobre assédio ou exploração sexual.

Essa iniciativa faz parte do compromisso do secretário-geral António Guterres em apoiar vítimas e testemunhas. O serviço “Speak up”, ou Fale, estará disponível 24 horas por dia.

Proteção

Os funcionários poderão falar de forma totalmente confidencial com pessoas imparciais e treinadas para receber essas denúncias. Quem usar o serviço vai receber informações sobre proteção, apoio e orientações sobre que tipo de ação a vítima pode tomar.

A Divisão de Investigações da ONU ficará responsável por investigar todas as denúncias de assédio sexual e implementar uma maneira rápida de receber, processar e cuidar dessas acusações.

Tolerância zero

As Nações Unidas também estão montando uma equipe especializada para investigar casos de assédio sexual, com atenção especial na contratação de investigadoras.

Numa carta aos funcionários para falar sobre o novo serviço, o secretário-geral António Guterres lembrou que ele tem tolerância zero a assédio sexual. O chefe da ONU afirma que esse tipo de comportamento é antiético e contra os princípios da organização.

Entre 1 de outubro e 31 de dezembro de 2017, a ONU recebeu 40 relatos de assédio ou exploração sexuais envolvendo funcionários da organização e de entidades parceiras. Todos os casos estão sendo investigados.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud