Grupos étnicos e religiosos querem a paz na República Centro-Africana
BR

9 setembro 2016

Chefe de Polícia da Missão da ONU afirmou que tudo isso começa pela segurança; Luís Carrilho, que está deixando o posto esta sexta-feira, afirmou que “ainda há muito o que fazer, mas o país está no caminho da paz”.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O chefe do batalhão de polícia da Missão da ONU na República Centro- Africana, Minusca, Luís Carrilho, afirmou que os grupos étnicos e religiosos querem a paz no país.

Em entrevista à Rádio ONU, em Nova York, Carrilho falou sobre a situação na República Centro-Africana e citou “o ponto em comum entre todos os lados divergentes na crise no país africano”.

Segurança

“A população centro-africana, todos os diferentes grupos étnicos, grupos confessionais, populações das 16 prefeituras, todos querem a paz, querem viver a paz para poderem ter uma família, poderem os filhos ir à escola, os pais ter trabalho e dessa forma conseguir ter uma situação estável. Tudo começa pela segurança.”

O chefe de polícia da Minusca disse que tudo começa em dar as garantias básicas de segurança à população. Segundo ele, essa responsabilidade em primeiro lugar é das autoridades do país, mas a Minusca, por intermédio da polícia e do componente militar, trabalha para esse objetivo.

“Hoje em dia a República Centro-Africana tem um presidente eleito, tem um governo, tem uma Assembleia Nacional escolhida pela população. Há muito ainda a fazer mas estou seguro que a República Centro-Africana está no caminho da paz.”

Carrilho está deixando o comando da polícia da Minusca. Ele disse que pertence à polícia de segurança pública de Portugal e que voltará ao país. Ele serviu em três missões da ONU. Além da Minusca, na República Centro- Africana, Luís Carrilho trabalhou também no Timor-Leste e no Haiti.

Leia e Ouça:

Clip: Polícia da ONU alvejado na República Centro-Africana

ONU investiga assassinato de polícia da missão na República Centro-Africana

Policiais da ONU reúnem-se com comandantes nacionais em Nova York

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud