ONU elogia início de negociações diplomáticas sobre crise na Ucrânia BR

ONU elogia início de negociações diplomáticas sobre crise na Ucrânia

Em nota, secretário-geral disse esperar que todos os lados avancem, demonstrando uma intenção séria de alcançar uma solução duradoura.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas elogiaram a realização de uma rodada inicial de negociações sobre a crise na Ucrânia.

De acordo com agências de notícias, representantes ucranianos e russos apoiados por Estados Unidos e União Europeia concordaram com uma série de passos para diminuir a tensão no leste da Ucrânia

Milícias

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, Ban Ki-moon afirmou que todos os lados da negociação tem que mostrar ações não somente palavras, uma vez que a situação é “extremamente frágil” na região.

Uma das medidas debatidas nessa primeira rodada de negociações é a desmobilização de milícias no leste da Ucrânia e a desocupação de prédios do governo que foram invadidos por elementos pró-Rússia.

Ban disse esperar que todas as partes avancem nas negociações demonstrando uma intenção séria de implementar os passos da Declaração de Genebra que deverá levar a uma solução duradoura para a crise.

Conselho de Segurança

O chefe da ONU voltou a afirmar a importância de um diálogo construtivo que leve a uma solução pacífica.

A crise política na Ucrânia foi o tema de uma reunião no Conselho de Segurança, realizada na quarta-feira. O secretário-geral assistente de Direitos Humanos, Ivan Simonovic, informou aos 15 integrantes do órgão sobre sua visita ao país.

Ele contou que há incitamento ao ódio, discriminação e violência além de disseminação deliberada de falsas informações. No último fim de semana, a tensão agravou-se no leste da Ucrânia, onde pelo menos cinco cidades foram alvos de levantes e invasões de prédios públicos por milícias simpatizantes da Rússia.