Líbano terá 1,5 milhão de refugiados sírios até fim do ano BR

Líbano terá 1,5 milhão de refugiados sírios até fim do ano

Coordenador humanitário da ONU diz que grupo vai corresponder a 25% da população libanesa; Ross Mountain afirmou que essa situação vai colocar grande pressão sobre serviços públicos e as comunidades anfitriãs.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*

O número de refugiados sírios no Líbano deve chegar a 1,5 milhão até o fim do ano.

O alerta foi dado pelo coordenador humanitário da ONU no Líbano, Ross Mountain. Ele disse que a situação vai colocar grande pressão sobre os serviços públicos locais e sobre as comunidades que acolhem os refugiados.

Tensões

Mountain afirmou que a presença crescente dos refugiados sírios está criando tensões entre a população libanesa e pode ser uma fonte de futuros desentendimentos.

Segundo ele, já estão sendo vistos sinais de tensões entre os dois lados. Mas a preocupação maior é que essa tensão possa se espalhar pelo país.

O coordenador da ONU afirmou que o Líbano não está numa posição de dar apoio aos refugiados sírios sem uma grande ajuda internacional.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, já registrou até agora 957 mil sírios no Líbano.

Jordânia

Já na Jordânia, o Acnur informou que os problemas são as duras condições de vida nos acampamentos para refugiados.

Uma pesquisa feita pela agência da ONU mostrou que 50% das habitações utilizadas pelos sírios são inadequadas e milhares têm dificuldades para pagar aluguel.

Além disso, a sondagem revela que os 450 mil refugiados sírios na Jordânia enfrentam muitos desafios para colocar os filhos na escola.

Mais de 60% das crianças sírias não frequentaram as aulas durante o ano letivo de 2012-2013. A ONU e as organizações parceiras continuam trabalhando juntas para melhorar as condições de educação na região.

Atualmente, existem 584 mil refugiados sírios registrados vivendo na Jordânia.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.