Ban muito preocupado com aumento dos conflitos em Homs, na Síria BR

Ban muito preocupado com aumento dos conflitos em Homs, na Síria

Cerca de 2,5 mil civis não conseguem sair da cidade síria e Secretário-Geral ressalta importância da chegada de ajuda humanitária ao local; chefe da ONU pede fim do fornecimento de armas aos envolvidos nos confrontos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O Secretário-Geral das Nações Unidas está acompanhando com muita preocupação a escalada do conflito na Síria, em particular a situação em Homs, onde combates pesados têm sido travados nos últimos dias.

Em nota divulgada por seu porta-voz nesta terça-feira, Ban Ki-moon pede a todos os lados em conflito que façam o máximo para evitar a morte de civis e que permitam o acesso imediato de ajuda humanitária na região.

Saída

A ONU calcula que 2,5 mil civis estejam presos em Homs, sem conseguir sair da cidade. Ban quer também que a população tenha a oportunidade de deixar o local sem medo de perseguição.

O Secretário-Geral lembra a todos os combatentes sírios de suas obrigações sob a lei internacional e destaca que os responsáveis por qualquer atrocidade serão julgados.

Ban também está preocupado com ameaças de tomada de duas vilas xiitas no norte da província de Alepo. O chefe da ONU pede mais uma vez o fim do fornecimento de armas para todos os lados que estão em conflito na Síria.

Ban Ki-moon também apela para que o foco seja a busca de uma solução política, que segundo ele, continua sendo a única saída para a tragédia síria.