Américas devem estar atentas à “ameaça tripla” de Covid-19, gripe e VSR

Comunidades vulneráveis ​​no Paraguai estão sendo vacinadas contra Covid-19 e gripe
© PAHO/Baro Brizuela
Comunidades vulneráveis ​​no Paraguai estão sendo vacinadas contra Covid-19 e gripe

Américas devem estar atentas à “ameaça tripla” de Covid-19, gripe e VSR

Saúde

Diretora da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, pediu aos países que mantenham as comunidades seguras, conforme se aproximam as festas de fim de ano; notificações de Covid-19 aumentaram 17% na região, com mortes em alta na América do Sul e na América Central.

O aumento de casos de Covid-19, gripe sazonal e de Vírus Sincicial Respiratório, VSR, é motivo de preocupação para a Organização Pan-Americana da Saúde, Opas.

Falando a jornalistas, a diretora da agência pediu aos países da região que implementem medidas para manter as comunidades seguras, como vacinas, vigilância, uso de máscara e distanciamento social, principalmente às vésperas das festas de fim de ano.

Enfermeira se prepara para administrar uma vacina Covid-19 no norte do Brasil
PAHO/Karina Zambrana
Enfermeira se prepara para administrar uma vacina Covid-19 no norte do Brasil

Aumento de mortes por Covid-19

Para Carissa Etienne, o aumento de uma única infecção respiratória é motivo de preocupação, e quando duas ou três começam a impactar uma população simultaneamente, é preciso ficar alerta.

Na última semana, os casos de Covid-19 aumentaram 17% na região, com mais mortes na América do Sul e na América Central. Ela alerta que o número de infecções pode ser maior, devido à falta de testes.

Enquanto isso, as confirmações de influenza na América do Norte estão aumentando e casos fora da estação também estão subindo no Cone Sul, particularmente na Argentina e no Uruguai. A situação está causando uma pressão inesperada nos sistemas de saúde.

As infecções por RSV também aumentaram significativamente, sobrecarregando os sistemas de saúde no Canadá, México, Brasil, Uruguai e Estados Unidos, e tendo um impacto particular em crianças e bebês menores de um ano.

Mulher atravessa uma rua movimentada no Brasil. Casos de RSV aumentaram, sobrecarregando os sistemas de saúde no Canadá, México, Brasil, Uruguai e Estados Unidos
Opas
Mulher atravessa uma rua movimentada no Brasil. Casos de RSV aumentaram, sobrecarregando os sistemas de saúde no Canadá, México, Brasil, Uruguai e Estados Unidos

Proteção contra VSR

A diretora da Opas destacou que as estratégias usadas para limitar a disseminação do Covid-19, incluindo o uso de máscaras e o distanciamento social, também se aplicam a outras doenças respiratórias, incluindo o VSR, para o qual não há vacina atualmente.

Carissa Etienne também lembrou que os países também devem fortalecer a vigilância de doenças e continuar incentivando a vacinação contra a Covid-19 e a influenza.

Este ano, o Fundo Rotativo da Opas adquiriu 39,5 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 e 31 milhões de imunizantes contra influenza para os Estados-membros. Segundo ela, há unidades suficientes para manter as pessoas seguras. É preciso usá-las.

Uma mulher com cólera é tratada em um hospital em Porto Príncipe, Haiti
© Unicef/Odelyn Joseph
Uma mulher com cólera é tratada em um hospital em Porto Príncipe, Haiti

Cólera no Haiti e outras doenças

Sobre o Haiti, que passa por um surto de cólera, a diretora informou que a situação continua piorando, com mais de 700 casos confirmados desde o início de outubro. Foram 7 mil suspeitas e 144 mortes.

Ela afirmou que a Organização Pan-Americana da Saúde continua a apoiar o país na prestação de cuidados vitais aos pacientes, destacando profissionais de saúde e facilitando o acesso a combustível para instalações de saúde, acrescentando que outros países devem aumentar a vigilância.

Carissa Etienne também falou sobre a varíola dos macacos nas Américas, relatando que os casos caíram na maioria dos países gravemente afetados.

No que diz respeito à poliomielite, a diretora da Opas não relatou mais notificações na região, embora a vacinação permaneça “historicamente baixa”. Ela lembrou que a poliomielite se espalha silenciosamente e não tem cura ou tratamento, ressaltando a importância da vacina.