Guterres anuncia visita de solidariedade ao Líbano   BR

Hospital da Unifil que apoiou resposta ao desastre do Porto de Beirute
Unifil Chinmedcoy/Huang Shifeng
Hospital da Unifil que apoiou resposta ao desastre do Porto de Beirute

Guterres anuncia visita de solidariedade ao Líbano  

Paz e segurança

Chefe da ONU acompanhará atuação da organização nos campos político, humanitário e de apoio ao desenvolvimento; ele também acompanhará atuação de soldados de paz na chamada Linha Azul que faz fronteira com Israel. 

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, inicia neste domingo uma visita ao Líbano. 

O chefe da ONU deverá reafirmar o apoio da organização aos libaneses, enfatizando as vertentes política, de manutenção da paz e ações nos campos humanitário e de desenvolvimento. 

Líderes  

A visita inclui encontros com líderes libaneses, entre eles o chefe de Estado Michel Aoun, o presidente do Parlamento Nabih Berri e o primeiro-ministro Najib Mikati. Guterres se reunirá ainda com representantes da comunidade religiosa e da sociedade civil.  

Vídeo de arquivo:

Boinas-azuis se despedem da Unifil após Brasil sair da missão de paz no Líbano

 

A agenda prevê uma homenagem às vítimas da explosão no Porto de Beirute, em agosto, além de encontros com libaneses afetados por diferentes crises. 

Há um ano, o Líbano estava entre as economias de renda média alta. Mas a situação piorou com desafios como a explosão, o colapso econômico e financeiro e as questões políticas aliadas aos efeitos da pandemia e da guerra na vizinha Síria. 

Assistência  

As Nações Unidas relataram que profissionais de saúde deixaram o país, hospitais funcionam com grandes carências e cerca de 1,2 milhão de crianças estão fora da escola há mais de um ano. 

Em agosto, a comunidade internacional prometeu doar US$ 370 milhões para financiar o plano de assistência ao país. 

A visita terminará no sul do Líbano onde está a Força Interina da ONU na chamada Linha Azul no limite com Israel. 

Grandes áreas de Beirute ficaram destruídas como resultado da explosão no porto da cidade.
Unifil
Grandes áreas de Beirute ficaram destruídas como resultado da explosão no porto da cidade.