Recuperação de comércio global após crise da Covid-19 atinge nível recorde 
BR

19 maio 2021

Segundo novo relatório, crescimento em 2021 deve ser cerca de 16%; melhora é impulsionada por comércio de bens, que superam transações de serviços; exportações da China continuam liderando.  

A recuperação do comércio global da crise de Covid-19 atingiu um recorde no primeiro trimestre de 2021, com um aumento anual de 10% e um crescimento trimestral de 4%.  

A informação faz parte da Atualização de Comércio Global publicada esta quarta-feira pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad.  

Recuperação 

Segundo a agência, a recuperação continuou sendo amplamente impulsionada pelo comércio de bens. Em contraste, o comércio de serviços continua ficando para trás. 

Comércio internacional melhorou nos primeiros meses do ano
Banco Mundial/Rob Beechey
Comércio internacional melhorou nos primeiros meses do ano

Espera-se que a recuperação continue no segundo trimestre de 2021, com o valor do comércio global de bens e serviços estimado em US$ 6,6 trilhões. 

Esse valor é equivalente a um aumento anual de cerca de 31% em relação ao ponto mais baixo de 2020 e de cerca de 3% em relação aos níveis pré-pandêmicos de 2019. 

Estimativas 

Para o total de 2021, a Unctad prevê um crescimento do comércio de cerca de 16%.  

A agência afirma, no entanto, que a perspectiva positiva depende em grande parte da redução das restrições, de uma tendência positiva persistente nos preços das commodities, das restrições gerais de políticas protecionistas e de condições macroeconômicas e fiscais favoráveis. 

Segundo o relatório, a recuperação do comércio continua desigual, especialmente entre os países em desenvolvimento, com as exportações do Leste Asiático se recuperando bastante mais rápido. 

Entre as principais economias, as exportações da China continuam registrando forte aumento em relação às médias de 2020
Unsplash/Zhang Kaiyv
Entre as principais economias, as exportações da China continuam registrando forte aumento em relação às médias de 2020

As economias da região também estão por trás da recuperação do comércio entre os países em desenvolvimento, conhecido como comércio Sul-Sul. Quando os números do comércio das economias em desenvolvimento do Leste Asiático são excluídos, o comércio Sul-Sul permanece abaixo da média. 

Países 

Entre as principais economias, as exportações da China continuam registrando forte aumento em relação às médias de 2020, mas quando comparadas aos níveis de antes da pandemia. 

Em contraste, as exportações da Rússia permanecem abaixo das médias de 2019. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud