Pandemia levou à queda de 70% nas visitas a museus pelo mundo em 2020
BR

15 abril 2021

Instituições viram suas receitas reduzir de 40% a 60%; financiamento público também caiu em quase metade dos 87 países analisados; novo relatório da Unesco apresenta propostas para recuperação do setor.

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, mostra que os museus ficaram fechados por uma média de 155 dias no ano passado. 

E desde o início deste ano, muitos deles tiveram que fechar as portas novamente. 

Khaled Abdul-Wahab
Audrey Azoulay, diretora da Unesco, com o Dr. Khaled Al-Anani, ministro do Turismo, em frente ao Museu Nacional de Al-Tahrir, no Cairo

Dificuldades

Em média, estas instituições tiveram uma queda de 70% no número de visitantes e um declínio de 40% a 60% em suas receitas em comparação com 2019.

A pesquisa apresenta uma avaliação provisória da situação de 104 mil museus, com base em dados fornecidos por 87 Estados-membros em março.

O relatório confirma a vulnerabilidade dos museus durante a crise de saúde, descrevendo várias medidas tomadas, incluindo campanhas de conscientização e protocolos de segurança reforçados.

A pesquisa também confirma uma redução significativa do financiamento público, em alguns casos de até 40%, que afetou quase metade dos museus dos países participantes. 

© Eric Ganz
O Museu do Louvre, em Paris, França

Coleções

A Unesco diz que isso é alarmante, pois os fechamentos prolongados e a queda acentuada no atendimento e na receita têm um impacto em todo o setor, tornando mais difícil conservar as coleções, garantir sua segurança e fomentar as relações com o público e as comunidades locais. 

Os autores do relatório também destacam as funções econômicas e sociais essenciais dos museus, dizendo que podem contribuir para a recuperação das sociedades e economias depois da pandemia. 

O relatório apresenta várias recomendações, incluindo uma nova política de digitalização em grande escala para inventariar coleções e medidas de apoio à educação, treinamento e pesquisa.

ONU News
As atrações turísticas de Nova York, como o Metropolitan Museum of Art, fecharam no início da pandemia de Covid-19

Cooperação internacional

A Unesco deve acompanhar os Estados-membros e as instituições nessa transformação. A agência pretende fornecer um quadro de referência e promover a cooperação internacional.

Em comunicado, a diretora-geral, Audrey Azoulay, disse que “o lugar que se reserva para os museus nas políticas de recuperação da pandemia diz muito sobre os valores sociais que se deseja defender.”

Segundo ela, não se pode “perder de vista a importância fundamental de garantir o acesso à cultura e conservar o patrimônio comum em toda a sua diversidade”, mesmo durante uma crise. 

Para a chefe da Unesco, “os Estados têm um papel fundamental a desempenhar no apoio aos museus neste período difícil, através de uma política cultural ambiciosa, não só para garantir a sua sobrevivência, mas também para os preparar para o futuro.”
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Unesco apoia restauração de Museu Nacional no Rio de Janeiro após incêndio 

Prédio da instituição arrasado pelo sinistro em 2018; agência da ONU diz que projeto cria museu ainda mais aberto à comunidade, integrado ao cotidiano da população carioca e em diálogo com outros patrimônios históricos do bairro de São Cristóvão. 

Em Dia Mundial, ONU destaca dever de preservar patrimônio audiovisual  

Tema esse ano é “Sua janela para o mundo”; Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura diz que pandemia de Covid-19 destacou importância destes recursos para os museus de todo o mundo e alerta para problema de falta de financiamento.