16 fevereiro 2021

Comunicado conjunto pede que lideranças do país retomem diálogo; eleições foram adiadas antes de expirar mandato do presidente em 8 de fevereiro; organizações querem realização de pleito inclusivo o mais rapidamente possível. 

O presidente da Comissão da União Africana e o secretário-geral das Nações Unidas apelam aos líderes somalis para que retomem o diálogo e trabalhem num espírito de compromisso para afastar os recentes obstáculos políticos às eleições. 

A escolha do presidente do país do extremo leste africano deveria acontecer em 8 de fevereiro, mas foi adiada enquanto decorrem contatos sobre o processo de votação entre o chefe de Estado, Mohamed Abdullahi Mohamed, e os líderes regionais. 

Paz e prosperidade  

Em nota conjunta, os chefes da Comissão da UA, Moussa Faki Mahamat, e das Nações Unidas, António Guterres, defendem um pleito inclusivo a ser realizado  “o mais rapidamente possível e respeitando o acordo obtido em 17 de setembro” passado. 

ONU/Stuart Price
Carros destruídos na Somália, depois de um ataque da Al-Qaeda.

As duas organizações reiteram o compromisso de continuarem a apoiar o governo e o povo da Somália no caminho para a paz e a prosperidade. 

Faki Mahamat e António Guterres saúdam o povo e os líderes somalis pelos progressos dos últimos anos para estabilizar o país. Eles defendem que os ganhos conquistados "são um testemunho da firme determinação" popular em direção à paz e prosperidade duradoura, após décadas de instabilidade. 

Negociações  

As Nações Unidas já tinham manifestado preocupação com os atrasos nas eleições do país e o potencial de perturbações políticas, abrindo caminho para a exploração dessa situação por grupos armados. De acordo com agências de notícias, recentemente as milícias Al-Shabab ameaçaram atacar as urnas. 

O Conselho de Segurança também lançou um apelo ao Governo Federal e aos estados regionais em favor da retomada urgente das negociações para que cheguem a um acordo sobre a realização de eleições o mais rápido possível. 

Foto: AU-UN IST/Stuart Price
Mogadíscio, capital da Somália.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud