Timor-Leste, OMS e parceiros executam resposta e imunização à Covid-19 
BR

7 janeiro 2021

Em entrevista à ONU News, responsável pela gestão dos programas da agência no país de língua portuguesa falou da parceria do governo com todos os setores da sociedade incluindo lideranças religiosas; Timor não registrou nenhum óbito pela pandemia. 

A Organização Mundial da Saúde, OMS, elogiou a resposta do governo de Timor-Leste e parceiros no combate à pandemia de Covid-19. 

No fim de semana, o país encerrou o estado de emergência. O Timor não notificou nenhuma morte pela Covid dentre os 49 casos confirmados.  

Agência da ONU revelou que a imunização será “segura, eficaz, certificada e pré-qualificada”, graças a um mecanismo de “rápido, justo e equitativo”, Covax.
Covax pretende distribuir pelo menos 2 bilhões de doses de vacinas em todo o mundo, ONU/Loey Felipe

Parceria 

Em entrevista à ONU News, de Díli, o responsável pela gestão de programas da OMS no país, Luís dos Reis, disse que “este resultado é um feito notável, mas ainda há mais trabalho a fazer para garantir que se mantenha assim.” 

“Queria congratular o governo de Timor-Leste, particularmente o Ministério da Saúde, por controlar a pandemia de Covid-19 no país. Para além dos sistemas de saúde, a pandemia também ensinou uma humilde lição de solidariedade. A abordagem e envolvimento de todos no governo, em parcerias com grupos religiosos e da sociedade civil, tem sido um grande exemplo de solidariedade.” 

O representante da OMS alertou para duas áreas que precisam de atenção.  

“Embora tenhamos tido a sorte de não ter casos graves, a nossa capacidade de cuidar de casos graves e críticos não foi devidamente testada até agora. Além disso, precisamos reforçar a nossa vigilância para assegurar que detectamos qualquer sinal de propagação na comunidade o mais cedo possível e tomamos as medidas adequadas.” 

Vacinas

A nação de língua portuguesa no sudeste da Ásia integra a iniciativa Covax, que tem o maior e mais diversificado portifólio de vacinas do mundo. A iniciativa deve apoiar a vacinação em mais de 90 economias de baixa e média rendas.  

“Timor-Leste inscreveu-se na iniciativa. A OMS prestou apoio técnico, em estreita colaboração com o Ministério da Saúde para avaliar a nossa preparação para vacinar a população. Também contribuímos para o desenvolvimento de um projeto de plano nacional de implantação da vacina, que em breve será oficialmente aprovado e endossado pelo governo. A OMS é um parceiro crítico, entre todos os grupos críticos, para implantação da vacina.” 

Apoio

As Nações Unidas e agências também estão apoiando o país na crise econômica causada pela pandemia.  

Em dezembro, a organização anunciou um programa para apoiar quase 300 mil famílias no Timor-Leste com um programa de transferência monetária.  

O total representa cerca de 94% das famílias de baixa renda no país. 

Até quarta-feira, a OMS havia confirmado quase 84 milhões de casos do novo coronavírus no mundo e  mais de 1,8 milhão de mortes.  

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud