Guterres espera que cessar-fogo garanta proteção de civis em Idlib, na Síria
BR

6 março 2020

Secretário-geral quer retomada de processo político mediado pelas Nações Unidas; de acordo com agências de notícias, Rússia e Turquia devem estabelecer corredor de segurança e patrulhas conjuntas na área do noroeste da Síria.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse ter tomado conhecimento do acordo alcançado ao mais alto nível entre a Rússia e a Turquia para um cessar-fogo em Idlib, na Síria.

O entendimento está em vigor desde meia-noite desta sexta-feira, horário local, na área que vive uma escalada da violência, desde dezembro. Quase 1 milhão de pessoas fugiram de suas casas por causa dos combates.

Patrulhas

Meninas de sete anos em frente à sua escola em Idlib, na Síria. , by UNICEF

O anúncio do acordo  foi divulgado após um encontro do presidente da Rússia, Vladimir Putin, e seu homólogo da Turquia, Recep Tayyip Erdogan. Um dos objetivos é criar um corredor de segurança e realizar patrulhas conjuntas na área do noroeste.

A expectativa de Guterres é que o acordo leve ao fim imediato e duradouro dos confrontos , além de garantir a proteção de civis marcados pelo sofrimento da guerra.

O chefe da ONU pede um retorno ao processo político mediado pela organização que vem previsto na Resolução 2254 do Conselho de Segurança.

Deslocados

Nesta sexta-feira, o órgão realizou uma consulta sobre a Síria. Os 15 Estados-membros do Conselho expressaram preocupação com a situação humanitária em Idlib, que levou a 900 mil deslocados desde o início dos confrontos em dezembro passado.

De acordo com agências de notícias, a ofensiva do governo sírio apoiada pela Rússia visava o controle do que é considerado o último reduto rebelde no país que vive há nove anos em guerra.

Ocha
Cerca de 900 mil pessoas abandonaram suas casas nacidade síria de Idlib e arredores, no noroeste.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud