ONU oferece apoio à Turquia após terremoto mortal
BR

25 janeiro 2020

Segundo agências de notícias, mais de 1.450 pessoas ficaram feridas e 29 morreram; Guterres estendeu suas condolências às famílias das vítimas, assim como ao povo e ao governo do país. 

Guterres estendeu suas condolências às famílias das vítimas., by ONU/Eskinder Debebe

Em nota emitida pelo seu porta-voz, o secretário-geral disse estar profundamente triste com a perda de vidas e a destruição de propriedades após um terremoto na província de Elazig, na Turquia. 
 
António Guterres estendeu suas condolências às famílias das vítimas, assim como ao povo e ao governo da Turquia, e desejou uma rápida recuperação aos feridos. Na nota, a ONU expressou sua solidariedade com o país e ofereceu apoio.

Terremoto

Segundo agências de notícias, o terremoto atingiu a Turquia na sexta-feira, 24 de janeiro.  O epicentro do tremor de magnitude 6,8 na escala Richter ocorreu na província de Elazig, localizada a aproximadamente 550 km a leste da capital Ancara. 

O terremoto foi seguido por mais de 390 tremores secundários, 12 dos quais com magnitude acima de 4.

Vítimas

A Autoridade de Gestão de Desastres e Emergências da Turquia, Afad, informou que 25 pessoas morreram na província de Elazig. A província vizinha de Malatya registrou quatro vítimas fatais.

Mais de 1.450 pessoas ficaram feridas e centenas de moradores ficaram desabrigados ou tiveram suas casas danificadas. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud