ONU promove Agenda 2030 em Web Summit em Lisboa
BR

5 novembro 2019

Pacto Global das Nações Unidas está presente em uma das maiores conferências sobre tecnologia do mundo, que acontece até quinta-feira; desporto, educação e alimentação foram destaques na primeira participação da ONU.

O Pacto Global das Nações Unidas está presente na Web Summit, uma das maiores conferências sobre tecnologia, que acontece em Lisboa até quinta-feira. A iniciativa da ONU promove os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs.

Na sua conta oficial no Twitter, o Pacto Global informou que o objetivo é “explorar como negócios podem usar tecnologia para criar o mundo que todos querem.”

Personalidades

Nos próximos três dias, serão entrevistados no stand da ONU líderes políticos, empresariais, investigadores e ativistas, para tentar perceber como podem ajudar a cumprir os ODSs.

No primeiro dia, a diretora executiva do Pacto Global, Lise Kingo, disse que “a tecnologia tem o poder para mudar o mundo, para o melhor e para o pior.” Segundo ela, o seu pedido no evento é que as empresas tecnológicas “usem o seu poder para o bem”, sobretudo na área dos direitos humanos.

Também esta terça-feira, foram entrevistados o antigo primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, e o diretor executivo da empresa energética portuguesa EDP, António Mexia.

Falando sobre educação, Tony Blair disse que “tecnologia é essencial para combater falhas” e que, por isso, “é preciso garantir que as crianças em áreas rurais têm acesso a tecnologia.”

Já António Mexia afirmou que “se uma empresa não tem uma abordagem abrangente sobre sustentabilidade, irá prejudicar a sua reputação e desvalorizar a sua marca.”

Mudança climática

Sobre mudança climática, o diretor executivo da EDP afirmou que “a tecnologia já existe e as empresas já existem, são os políticos que estão ficando para trás.”

Outro participante foi o diretor da Coligação sobre Países de Florestas Tropicais, Kevin Conrad. O representante disse que está otimista em relação à mudança climática, porque o mundo “sabe exatamente o que fazer e como fazer.”

Segundo ele, “mais e mais empresas estão assumindo suas responsabilidades, mas é preciso garantir que todos os esforços contam.”

Neste primeiro dia, aconteceram ainda painéis sobre o futuro da alimentação, em que foram destacados temas como inovação e agricultura local, e a interseção entre educação, desporto e igualdade de gênero.

Evento

O evento começou na segunda-feira e termina na quinta-feira. Ao longo de quatro dias, irão discursar 1,2 mil oradores das mais variadas áreas como política, ciência ou desporto.

Mais de 2 mil jornalistas estão presentes, bem como cerca de 2,1 mil startups, novas empresas de base tecnológica, e mais de 1,5 mil investidores.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Guterres defende que armas autônomas sejam banidas pela lei internacional

Chefe da ONU participou na abertura da Web Summit; cimeira tecnológica reúne mais de 70 mil participantes de 170 países em Lisboa; secretário-geral disse que novas tecnologias criam benefícios enormes para as pessoas e para o planeta.