ONU: “Aprenda a amar as florestas” é lema para incentivar educação
BR

20 março 2019

Tema do Dia Internacional das Florestas de 2019 foca na educação; florestas cobrem um terço da massa terrestre do planeta, desempenhando funções vitais e apoiando subsistência de 1,6 bilhão de pessoas.

As florestas abrigam mais de 80% das espécies terrestres de animais, plantas e insetos do planeta. Elas também combatem as mudanças climáticas e amortecem os impactos de tempestades e inundações.

Segundo a ONU, ao alimentar os rios, as florestas fornecem água potável para quase metade das maiores cidades do mundo. Elass também dão abrigo, empregos e segurança para populações que dependem delas.

Dia Internacional  

As florestas também desempenham um papel crucial no alívio da pobreza e na realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODSs.

Nessa quinta-feira, 21 de março, o Dia Internacional das Florestas busca chamar atenção para todos os tipos de matas. O tema de 2019 é educação para Aprender a Amar as Florestas.

A coordenadora técnica de Economia Florestal e Governação na Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, Thaís Linhares-Juvenal, falou à ONU News, de Roma, sobre as matas.

A representante explicou que à medida em que o mundo se torna cada vez mais urbano, é preciso manter a conexão das pessoas com a importância que a floresta representa para o planeta e a espécie humana.

Valores

“Todos os serviços que são gerados pela floresta, os serviços ecossistêmicos, todos os produtos que são gerados pelas florestas, os valores culturais, espirituais, culturais que estão nas florestas, muitas vezes as pessoas que estão no meio urbano, elas não têm dimensão do que isso representa e de como isso está presente também na vida urbana. Então, é muito importante trazer essa valorização, essa educação. Incluir temas florestais, incluir esse papel da floresta na educação.”

Para a especialista, também é fundamental que essa educação possa responder aos desafios ambientais, sociais e culturais relacionados à questão da proteção das florestas.

De acordo com a ONU, cerca de 13 milhões de hectares de florestas são destruídos anualmente e o desmatamento é responsável por 12% a 20% das emissões globais de gases de efeito estufa que contribuem para as mudanças climáticas.

Floresta Nacional do Tapajós, no Brasil.
ONU/Eskinder Debebe
Floresta Nacional do Tapajós, no Brasil.

Desafios

Linhares-Juvenal explica que a FAO, por exemplo, ao trabalhar com a questão das florestas, não leva em consideração apenas “as árvores que estão dentro delas”, mas também os habitantes. Nesse sentido, é essencial “uma compreensão mais abrangente do papel da floresta”.

“A questão florestal, ela tem um desafio, que é o desafio das alternativas econômicas. Nós temos uma necessidade de encontrar uma forma de ter, como nós chamamos, as paisagens sustentáveis, e não só compreender que as florestas fazem parte dessas paisagens sustentáveis, mas também, como elas podem fazer parte e ainda garantir que o mundo vai ter segurança alimentar, que nós vamos ter populações rurais sendo atendidas, as suas necessidades, necessidades de renda, necessidades de alimentação, necessidades de empregos, e que nós vamos ter os serviços ecossistêmicos gerados.”

Florestas geridas de forma sustentável são essenciais para satisfazer as necessidades energéticas de quase um terço da população mundial.
Florestas geridas de forma sustentável são essenciais para satisfazer as necessidades energéticas de quase um terço da população mundial., by Foto ONU/Logan Abassi

Educação

Para a especialista, outra questão que passa pela educação, é a motivação dos jovens para que estes desenvolvam o interesse de trabalhar com as florestas. A sugestão da FAO é mostrar ao grupo que existe um campo de trabalho que pode ser promissor e ao mesmo tempo, muito interessante.

Em mensagem para marcar o Dia Internacional das Florestas, o diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva, lembrou que “as florestas ajudam a manter o ar, o solo, a água e as pessoas saudáveis. O papel vital das florestas é visto em alguns dos maiores desafios atuais, como na abordagem da mudança climática e na eliminação da fome.”

Para Graziano da Silva, a “educação é um passo crítico para proteger os recursos naturais para as futuras gerações e é essencial que as crianças aprendam sobre as florestas desde cedo.”

A agência destaca ainda que as florestas serão mais importantes do que nunca quando a população mundial aumentar para 8,5 bilhões até 2030.

Nas florestas andinas, as comunidades indígenas estão plantando árvores medicinais, e que são fonte de alimento e de água. 
Pnud
Nas florestas andinas, as comunidades indígenas estão plantando árvores medicinais, e que são fonte de alimento e de água. 

Inspiração

No Dia Internacional das Florestas, Thaís Linhares-Juvenal deixou uma mensagem para inspirar a todos sobre o valor delas.

“Visitem uma floresta, porque dentro de uma floresta sempre tem temas e paisagens, e culturas, e belezas que vão ser inspiradoras. Visitem uma floresta, tenham interesse em conhecer uma floresta. Às vezes existe uma florestinha mais próxima da gente do que a gente possa imaginar. Se motivem, não fiquem só numa postura urbana de pensar nas florestas de uma forma distante, porque as florestas estão nas nossas vidas todos os dias quando a gente usa um produto florestal, quando a gente come uma castanha, quando a gente respira, e respira esse ar que é limpo pelas florestas.”

Para a especialista, todas as pessoas têm algo a aprender com as florestas.

 

 

 

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud