ONU condena fortemente ataque com carro-bomba na Colômbia

17 janeiro 2019

Segundo agências de notícias, pelo menos nove pessoas morreram; Nações Unidas descreveram ação como "um ato criminoso inaceitável”.

As Nações Unidas “condenam fortemente” um ataque com carro armadilhado na Academia Nacional de Polícia em Bogotá, na Colombia, que aconteceu esta quinta-feira.

Segundo agências de notícias, o ataque provocou pelo menos nove mortes e dezenas de feridos.

Condenação

Missão de Verificação da ONU na Colômbia monitora reintegração de ex-membros das Farc
Missão de Verificação da ONU na Colômbia monitora reintegração de ex-membros das Farc, by Unvmc

Em nota, o Escritório da ONU na Colômbia descreveu a ação como "um ato criminoso inaceitável”, dizendo que “vai contra os esforços que o país está fazendo para se afastar da violência e trabalhar com seu povo para construir um futuro mais próspero e pacífico".

Falando a jornalistas na sede da ONU, o porta-voz do secretário-geral, Stéphane Dujarric, disse que as Nações Unidas também expressam “solidariedade às famílias das vítimas e à Polícia Nacional” e desejam “uma recuperação rápida para todos aqueles que foram feridos neste ato criminoso."

Em nota, o porta-voz afirmou que "as autoridades colombianas indicaram ter prova de que este ato terrorista foi conduzido pelo Exército de Libertação Nacional."

Também em nota, a presidente da Assembleia Geral da ONU, María Fernanda Espinosa, ex-ministra das Relações Exteriores do Equador, vizinho do sul da Colômbia, também condenou o “ataque atroz”.

A porta-voz da presidente, Monica Grayley, disse que Espinosa “expressa solidariedade às vítimas e suas famílias, ao povo e ao governo da Colômbia”.

Acordo

O governo colombiano assinou um histórico acordo de paz com o grupo rebelde das  Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, Farc, em novembro de 2016, encerrando cinco décadas de conflito armado.

A Missão de Verificação das Nações Unidas no país sul-americano, criada no acordo, tem supervisionado o estabelecimento de armas, após o cessar-fogo bilateral, e a verificação da reintegração de ex-combatentes à vida civil.

Ataque

Segundo agências de notícias, o atentado aconteceu logo após uma cerimônia no interior da Academia General Santander, no sul da cidade.

Até agora, a identidade dos assaltantes ou motivação para o ataque é desconhecida.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud