ONU está aberta para apoiar Nigéria após cheias que deslocaram mais de 500 mil

11 outubro 2018

Secretário-geral reitera oferta de ajuda com o que for necessário; mais de 200 pessoas perderam a vida desde agosto; técnicos internacionais apoiam ações nos quatro estados mais afetados.

As cheias da Nigéria já provocaram mais de 200 mortos, cerca de 1,3 mil feridos e quase 2 milhões de afetados em áreas ao longo dos rios Níger e Benue.

Em nota de solidariedade, o secretário-geral das Nações Unidas destaca que mais de meio milhão de pessoas já foram deslocadas pelo fenómeno. Deste número, pelo menos 350 mil nigerianos carecem de assistência humanitária imediata.

A região tem tido chuvas torrências desde meados de julho.
A região tem tido chuvas torrências desde meados de julho, by Ocha/Undac

Recuperação

O chefe da ONU expressou condolências às famílias das vítimas, ao governo e ao povo da Nigéria. Na nota que também deseja uma rápida recuperação aos feridos, o representante reitera que a organização está pronta para apoiar com o necessário.

Técnicos das Nações Unidas já se encontram no terreno para apoiar a resposta do governo nos estados de Kogi, Níger, Anambra e Delta.

Desastre

Segundo o escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha, as águas das fortes chuvas iniciadas em agosto fizeram transbordar as margens dos rios Níger e Benue. A situação levou o governo a declarar de desastre nacional nos quatro estados mais afetados.

A organização opera com vários parceiros humanitários na resposta com ajuda essencial, com destaque para cuidados médicos básicos para prevenir epidemias.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud