Agências da ONU unidas contra riscos ambientais que são fatais
BR

31 maio 2018

Clima extremo e poluição do ar são exemplos de fatores que causam 12,6 milhões de mortes por ano; proposta é melhorar fluxo de informações entre Organização Mundial da Saúde e Organização Mundial de Meteorologia.

Duas agências da ONU estão unindo forças para conter a crescente ameaça causada pelo clima extremo, pela mudança climática e pela poluição do ar. Juntos, esses fatores causam 12,6 milhões de mortes por ano.

A Organização Mundial de Meteorologia, OMM, assinou o acordo com a Organização Mundial da Saúde, OMS, em Genebra, na Suíça. As duas agências se comprometem a usar “dados relevantes e oficiais sobre temperatura, clima e atmosfera”.

Informação rápida

Segundo a porta-voz da OMM, Clare Nullis, existe “bastante vontade política entre os chefes das duas agências” neste sentido. Na prática, o acordo vai garantir um melhor fluxo de informações entre OMM e OMS.

Nullis explicou que “previsões do tempo feitas nos centros nacionais de meteorologia chegam até profissionais que estão em campo, lidando diariamente com o impacto dos riscos ambientais para a saúde”.

Outro ponto do acordo é promover políticas e práticas que podem beneficiar tanto a saúde pública quanto a redução dos gases que causam efeito estufa.

Prevenção

A OMM e a OMS têm como alvo prevenir mortes prematuras por doenças ligadas à poluição do ar, como ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e câncer. Cerca de 7 milhões de pessoas morrem todos os anos de consequências do ar poluído.

Outra preocupação é com a ameaça da mudança climática. As agências lembram que em setembro, o furacão Maria matou 64 pessoas em Porto Rico. Mas pesquisas recentes mostram que na verdade, 4,6 mil pessoas morreram de impactos do furacão, que destruiu o sistema de saúde, a rede elétrica e a infraestrutura do país.

A coordenação com os países sobre as previsões das temporadas de chuvas e do clima no geral também pode contribuir para a luta contra malária e dengue, que depende dessas variáveis do tempo.

Ao mesmo tempo, previsões sobre temporadas de seca podem ajudar a proteger agricultores, assim como alertas sobre ondas de calor são utilizados para reduzir os impactos na saúde quando as temperaturas estão muito elevadas.

O plano da OMM e da OMS segue a linha dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, focando em ajudar as populações na adaptação à mudança climática.

Apresentação: Leda Letra.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud