Pelo menos 30 refugiados e migrantes morreram afogados no Iémen

26 janeiro 2018

Embarcação transportava pelo menos 101 cidadãos da Etiópia e 51 da Somália que partiram na terça-feira do Golfo de Áden; testemunhas teriam declarado que barco superlotado teria virado após “tiros contra os passageiros”.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Agências das Nações Unidas informaram esta sexta-feira que pelo menos 30 refugiados e migrantes morreram afogados na costa de Áden, no Iémen.

Vários sobreviventes contaram que o barco estava superlotado e seguia com pelo menos 152 somalis e etíopes. Na terça-feira, os passageiros partiram da costa de Al Buraiqa no Golfo de Áden.

Dinheiro

A Organização Internacional para Migrações, OIM, e a Agência da ONU para Refugiados, Acnur, acreditam que os operadores seriam contrabandistas que transportavam o grupo para o Djibuti e tentavam “extorquir mais dinheiro”.

De acordo com relatos de testemunhas,  o barco teria virado após “tiros contra os passageiros”. Na embarcação viajavam pelo menos 101 cidadãos da Etiópia e 51 da Somália.

Incidente

O diretor geral da OIM, William Lacy Swing, sublinhou que a agência “vem dizendo  há quase cinco anos, que preservar a vida humana é a prioridade em todos os lugares”.

image
Mais de 87 mil migrantes e refugiados tentaram chegar de barco ao Iémen. Foto: OIM.

O representante destacou que o Iémen não é uma exceção e a agência está “profundamente preocupada” com os relatos deste último incidente.Guarda Costeira

A OIM e os seus parceiros trabalham com a Guarda Costeira iemenita para compreender melhor as circunstâncias do incidente.

Até o momento, a agência está envolvida na assistência de emergência a sobreviventes, incluindo apoio médico, comida, água e serviços de apoio psicossocial.

Em 2017, mais de 87 mil migrantes e refugiados tentaram chegar de barco ao Iémen apesar do conflito e do agravamento das condições humanitárias.

Este ano, a OIM registou pelo menos 349 mortes de migrantes em todo o mundo.

Notícias relacionadas:

Lançado plano para ajudar 940 mil pessoas na Líbia este ano

Angola e Moçambique integram apelo da Organização para Migração

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud